Uso de anti-inflamatórios pode te deixar mais vulnerável ao covid-19

Iniciado por marcosbr, 19Junho2020, 22:09

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

marcosbr

Antibióticos não funcionam contra vírus, eles funcionam apenas em infecções bacterianas. A Covid-19 é causada por um vírus, portanto os antibióticos não funcionam.
Antibióticos não devem ser usados como um meio de prevenção ou tratamento de Covid-19. Eles devem ser usados conforme indicação médica para tratar uma infecção bacteriana.



Você que fica falando besteira nas redes... Leia isto:
A automedicação é um problema de saúde pública presente na realidade do brasileiro. Em época de pandemia do coronavírus, essa prática torna-se ainda mais preocupante.

Conforme especialistas, relatos de pacientes já apontam que alguns remédios podem deixar as pessoas mais vulneráveis ao Covid-19, e até mesmo agravar o quadro daqueles que já foram diagnosticados com a doença.
De acordo com o médico infectologista Valter Rotolo da Costa Araújo, medicamentos anti-inflamatórios, por exemplo, não devem ser utilizados. Essa restrição se aplica inclusive para tratamento de gripes e resfriados, quando não há prescrição médica.

O infectologista explica que anti-inflamatórios em geral costumam ter efeitos colaterais como gastrite, úlceras e insuficiência renal. Além disso, podem agravar problemas que o paciente já tenha, como hipertensão. No caso de pessoas infectadas pelo coronavírus, esse tipo de remédio pode enfraquecer ainda mais o paciente.
Segundo Araújo, ainda não é possível detalhar, em pacientes com coronavírus, os efeitos colaterais dos anti-inflamatórios, como o ibuprofeno ou aqueles a base de corticosteroides (cortisona, prednisona e dexametasona, por exemplo).
No entanto, estudos preliminares e relatos de pessoas infectadas mostraram que, quem toma estas medicações, apresenta um quadro mais agressivo de Covid-19, aponta o infectologista.
Além de agravar quadros da doença, Araújo aponta que é investigado se o uso de anti-inflamatórios pode deixar as pessoas mais vulneráveis a contrair o vírus. Essa suspeita também ocorre após relatos de pacientes.
"Algumas pesquisas estão sendo feitas na Europa e mostram que esses remédios podem facilitar a entrada do coronavírus no organismo. Esse vírus tem uma característica de se conectar a superfícies de várias células, levando a quadros de infecção generalizada", diz o médico.

O infectologista destaca também remédios com sufixos zantana e pril, comumente usados no tratamento da hipertensão. Araújo comenta que pesquisas em pacientes diagnosticados com o Covid-19, mostraram que esses remédios podem provocar quadros de hemorragia digestiva.

O médico, porém, afirma que os estudos e pesquisas ainda estão em etapa preliminar e não têm resultados exatos. Segundo ele, pacientes com hipertensão que fazem o uso de tais medicações devem manter sua regularidade.
O uso de antibióticos em caso de infecção por coronavírus não apresenta riscos adicionais à saúde comprovados até o momento, conforme o infectologista.

Araújo chama a atenção para o fato de que sinusites e dores de gargantas em adultos são comumente tratadas com antibióticos de forma errônea. Afinal, esses problemas geralmente são causados por um vírus, não por bactérias.
Da mesma forma que este tratamento é equivocado, tomar antibióticos para combater o coronavírus também não é eficaz.
Por isso, deve-se sempre consultar um médico e, se necessário, realizar os exames adequados, pois cada caso possui suas particularidades.
Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

Similar topics (2)