Boris Johnson passa a noite na UTI, mas sem utilizar respirador

Iniciado por noticias, 08Abril2020, 15:06

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

Boris Johnson passa a noite na UTI, mas sem utilizar respirador


   O primeiro-ministro recebeu 'um pouco de oxigênio', disse o ministro de gabinete Michael Gove a uma emissora de rádio. Imagem de vídeo divulgado pelo gabinete do primeiro-ministro Boris Johnson, com transmissão de um boletim no qual ele fala sobre sua saúde no dia 3 de abril
10 Downing Street/AFP
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, que passou a noite na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após um agravamento de seu estado de saúde devido ao novo coronavírus, não precisou do respirador que tem a sua disposição, anunciou nesta terça-feira (7) o governo, em um esforço para tentar acalmar a preocupação dos britânicos.
Boris Johnson é transferido para UTI para tratamento de Covid-19
Diagnosticado com coronavírus, Boris Johnson é internado em hospital para realizar exames
Boris Johnson está infectado com o coronavírus
"O primeiro-ministro recebeu um pouco de oxigênio", disse o ministro de gabinete Michael Gove à emissora de rádio LBC. "Mas não foi aplicado um respirador", completou, antes de explicar que o aparelho está no local para o caso de necessidade.
Ministro do exterior do Reino Unido é designado a tocar responsabilidades de Boris Johnson
Único líder de uma grande potência enfermo de Covid-19, Johnson, 55 anos, foi internado no Hospital St Thomas de Londres no domingo para ser submetido a exames depois que os sintomas persistiam por 10 dias.
Na segunda-feira à tarde, seu estado de saúde "se agravou e, por conselho da equipe médica, foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva", informou durante à noite um porta-voz do governo.
A notícia provocou uma comoção no Reino Unido, especialmente depois que o sempre otimista Johnson tuitou de sua cama no hospital que estava "animado" e que seus colaboradores passaram toda a segunda-feira insistindo que ele permanecia "no comando" do governo.
Gove insistiu nesta terça-feira que "o trabalho do governo segue adiante".
Enquanto o primeiro-ministro está internado, o Executivo é liderado pelo ministro das Relações Exteriores, Dominic Raab, que também divulgou uma mensagem tranquilizadora na segunda-feira à noite.
"O primeiro-ministro está em boas mãos e o governo se concentrará em garantir que suas instruções e todos os planos são executados para assegurar que podemos vencer o coronavírus", afirmou.
Muitos britânicos abrem os olhos
A notícia provocou uma onda de reações internacionais e solidariedade em relação a Johnson.
"Todos os americanos estão rezando por sua recuperação", afirmou o presidente americano Donald Trump, com quem o britânico é comparado com frequência por sua retórica populista.
O primeiro-ministro anunciou em 27 de março que apresentou resultado positivo para a Covid-19 e iniciou o isolamento em seu quarto na residência oficial de Downing Street: documentos e refeições eram deixados na porta.
Ele continuou liderando reuniões por videoconferência e muitos atribuíram à falta de repouso o fato de que, 10 dias depois do diagnóstico, ele permanecia com febre. A situação levou seu médico a decidir interná-lo para fazer exames como forma de "precaução".
Ele passou uma primeira noite tranquila, de acordo com o governo, mas na segunda teve que ser levado para a UTI, principalmente para ter um respirador disponível em caso de necessidade.
O Reino Unido está se tornando um novo ponto crítico na Europa: na segunda-feira o país superou 5.000 mortes, com 439 vítimas fatais em 24 horas.
Apesar do número de mortes diárias ter registrado queda pelo segundo dia consecutivo - após 621 no domingo e 708 no sábado -, a mortalidade bateu vários recordes na semana passada e os especialistas advertem contra um otimismo antecipado.
Com a internação do primeiro-ministro na UTI, para muitos britânicos "a epidemia de coronavírus se acaba de se tornar real", afirmou o doutor James Gill, professor da Warwick Medical School.
"Para uma parte não desprezível da população britânica, a Covid-19 era uma doença que afetava outras pessoas, mas Boris Johnson não é outra pessoa", completou.
Diante da magnitude da crise de saúde, a rainha Elizabeth II falou ao país no domingo, em um discurso pouco habitual exibido na TV, apenas o quarto em seus 68 anos de reinado. A soberana pediu "determinação" e esforço coletivo para frear a pandemia e agradeceu aos profissionais da área de saúde que lutam contra a doença.
De acordo com o jornal "The Guardian", o primeiro-ministro "estava mais enfermo do que ele ou seus funcionários estavam dispostos a admitir" e foi visitado por médicos preocupados com sua respiração.
Initial plugin text

Source: Boris Johnson passa a noite na UTI, mas sem utilizar respirador

Similar topics (5)