Correio quer roubar você! (diga não)

Iniciado por marcosbr, 28Fevereiro2018, 12:35

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

marcosbr


O Mercado Livre está enviando emails para seus clientes comunicando que os Correios anunciaram um reajuste no preço dos fretes de encomendas em todo o Brasil. De acordo com o marketplace, a estatal pretende aumentar os valores em até 51% na comparação com preços atuais. Frente a isso, a empresa iniciou uma campanha contra os novos preços chamada: #FreteAbusivoNão.



Leia o conteúdo se ainda não recebeu o email:

No próximo dia 6, os Correios vão fazer uma entrega que ninguém quer receber. Vão entregar um aumento abusivo que pode chegar a até 51% no frete dos produtos a todos que compram e vendem pela internet.

Mas se a inflação do último ano foi em torno de 3%, como pode o aumento da taxa de entrega chegar a ser até dezessete vezes maior?Para dar uma ideia do abuso, este aumento fará o frete brasileiro ser 42% mais caro do que o da Argentina, 160% mais caro do que o México e 282% mais caro do que o da Colômbia (países em que também operamos).

Ao escolher repassar os custos da sua ineficiência operacional, os Correios causam um retrocesso na forma de comércio que mais cresce no mundo. Um retrocesso que impacta diretamente os pequenos e médios empreendedores, importante fonte geradora de empregos no Brasil. Só no Mercado Livre mais de 110 mil famílias têm as vendas no marketplace como sua principal fonte de renda. Além disso, essa medida vai prejudicar os mais de 50 milhões de consumidores que compram online no Brasil - principalmente aqueles que vivem em áreas distantes dos grandes centros. Para eles, o comércio eletrônico é muito mais do que uma comodidade. É uma necessidade.

Se o número de pessoas atingidas é grande, nosso barulho também deve ser. Venha com a gente e utilize a hashtag #FreteAbusivoNão em suas redes sociais. Espalhe no Facebook, Twitter, Whatsapp. Conte aos seus familiares e amigos. Apenas mostrando nossa insatisfação podemos pressionar os Correios a voltar atrás neste aumento abusivo.

Afinal, um comércio livre na internet só pode acontecer se o frete for justo.
Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

marcosbr

 Para os cariocas a coisa é mais séria ainda...
Parece que agora eles resolveram cobrar pela "segurança" Será que o correio vai ajudar os militares? :clap:


Cobrança emergencial no Rio

Os Correios informaram ainda que os problemas relacionados à segurança pública no Rio de Janeiro chegaram a níveis extremos e que o custo para entrega de mercadorias na capital sofreu "altíssimo impacto". A empresa estabeleceu uma cobrança emergencial de R$ 3 para os envios destinados à cidade do Rio de Janeiro. A estatal disse ainda que a tarifa extra foi necessária cobrir custos "de manutenção da integridade dos empregados, das encomendas e até das unidades dos Correios". Segundo a empresa, a cobrança poderá ser suspensa a qualquer momento, desde que a situação de violência seja controlada.
Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

Percí

Nada está tão ruim que não possa piorar, sou otimista mas a chegada de tv's TRC na oficina não está indicando nenhuma "nostalgia" e sim a triste situação do povo no qual estamos incluídos e que não está podendo adquirir aparelhos novos caros e descartáveis, agora mais essa dos correios, quando pensava que um dos maiores beneficiados da popularização do comércio eletrônico fossem os próprios correios vem uma notícia dessas, caminhamos para uma regressão sem precedente que está apenas começando onde somente os fortes sobreviverão, todo serviço básico encarecerá e o povo cada vez mais empobrecerá, desgraça pouca é bobagem, o pior está por vir, um povo pobre em todos os sentidos, financeiramente, moralmente, sem cultura útil, sem família tradicional que ainda lhe dava algum poder de decisão( porque família que não respeita e não instrui seus filhos no caminho do bem, como poderá ser a base da sociedade?) é sem nenhum exagero o caminho da bancarrota.
A vida inteligente é a posterior realização da anterior possibilidade de existir da matéria          (Percí)