João de Deus: veja repercussão na imprensa internacional

Iniciado por noticias, 18, Dezembro, 2018, 15:01

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

João de Deus: veja repercussão na imprensa internacional


   Mais de 300 mulheres denunciaram terem sido vítimas de abuso do médium, que foi preso neste domingo (16). Veículos dos EUA, Europa e América Latina repercutiram a prisão e as acusações. Sites de veículos de imprensa de diversos países noticiaram o caso do médium João de Deus, preso neste domingo (16) em Abadiânia, Goiás. Mais de 300 mulheres afirmam ter sido vítimas do religioso, que também é suspeito de ocultar patrimônio. A defesa nega. A prisão é preventiva – ou seja, sem prazo para terminar.
Confira, abaixo, a repercussão da prisão em alguns deles:
Washington Post (EUA):
No título, o americano "Washington Post" diz que  "Célebre curandeiro brasileiro "João de Deus", que apareceu em Oprah, se rende em acusações de abuso sexual". O jornal destaca o caso da holandesa Zahira Lieneke Mous, que acusa o médium de estupro.
Repercussão do caso na seção 'Morning Mix', do Washington Post
Reprodução/Washington Post
"Ela está entre as centenas de mulheres que recentemente apresentaram alegações de abuso sexual que arrasaram a imagem de Faria como um santo realizador de milagres e a substituíram por uma fraudulento que explorou sua celebridade para tirar proveito das mulheres fiéis. No domingo, Faria, de 76 anos, entregou-se à Polícia Civil do Brasil por suspeita de abuso sexual, confirmou a Delegação Estadual de Investigação Criminal ao Washington Post", diz o jornal.
Holandesa que relatou abusos de João de Deus se diz 'aliviada'
New York Times (EUA):
Numa matéria publicada na terça (11), com o título "curandeiro célebre no Brasil é acusado de abusar sexualmente de seguidoras", o jornal lembrou da aparição do médium no programa de Oprah:
NYT publicou matéria sobre o caso na terça (11).
Reprodução/New York Times
"Seus relatos derrubaram a imagem de Faria [sobrenome de João de Deus], cuja fama mundial explodiu depois que Oprah Winfrey divulgou um perfil dele em 2010 e depois o entrevistou durante uma visita a seu centro em 2012", diz o jornal.
Le Monde (França):
O francês "Le Monde", com o título "Brasil: o médium acusado de várias centenas de agressões sexuais se rende às autoridades", destaca o saque de oito milhões de euros (cerca de R$ 35 milhões) que João de Deus fez na última quarta (12).
Repercussão da prisão de João de Deus no Le Monde
Reprodução/Le Monde
"O famoso médium brasileiro João de Deus (João de Deus), acusado de agressão sexual por várias centenas de mulheres, foi no domingo, 16 de dezembro, para a polícia. Na última quarta-feira, João de Deus retirou quase oito milhões de euros de suas contas bancárias, segundo o jornal O Globo. É essa retirada suspeita que teria motivado as autoridades a emitir um mandado de prisão contra ele, para evitar que ele tentasse fugir do país ou que ele colocasse essa quantia no abrigo antes de sua prisão, de acordo com a imprensa brasileira", diz o jornal.
El País (Espanha):
Com informações da agência espanhola EFE, o espanhol "El País" publicou nesta segunda (17) a prisão de João de Deus com o título "O 'curandeiro espiritual' João de Deus se entrega à polícia".   
O 'curandeiro espiritual' João de Deus se entrega à polícia", diz o título do El País de segunda (17).
Reprodução/El País
"O curandeiro de 76 anos se entregou nos arredores de Abadiânia, a cidade do interior de Goiás onde se estabeleceu para receber seus seguidores e realizar "cirurgias psíquicas". João De Deus era considerado um "fugitivo" de Justiça para o Ministério Público desde sábado, embora a Polícia e o Secretário de Segurança de Goiás nunca o tenham qualificado dessa forma, uma vez que negociaram sua entrega em paralelo", afirma o jornal, com informações da agência.
Der Spiegel (Alemanha):
A revista alemã "Der Spiegel" também repercutiu o caso nesta segunda (17), com informações das agências Associated Press e France Presse. Com o título "o milagreiro autoproclamado se entrega à polícia", a revista diz que as 330 acusações contra o médium vêm de países como Austrália, Bélgica, Bolívia, Suíça e Estados Unidos, além da própria Alemanha.
"O milagreiro autoproclamado enfrenta a polícia", diz o título da alemã "Der Spiegel"
Reprodução/Der Spiegel
The Guardian (Reino Unido):
"Mais de 200 mulheres acusam o famoso curandeiro espiritual brasileiro de abuso sexual", diz o título do britânico "The Guardian" da última quarta (12), antes da prisão do médium.
The Guardian
Reprodução/The Guardian
"Mais de 200 mulheres acusaram o curandeiro espiritual e o médium mais famoso do Brasil de abuso sexual em um caso que está se tornando o primeiro grande escândalo pós-#MeToo do país, diz o jornal.
Clarín (Argentina):
Com o título "O 'eu também' do Brasil: Mais de 200 mulheres denunciam abuso sexual a um famoso curandeiro espiritual" , o argentino "Clarín" publicou matéria sobre o caso também na quarta (12), antes da prisão.
O jornal destacou que entre as clientes do médium estão Xuxa, Naomi Campbell e Bill Clinton.
Clarín destacou que Xuxa, Naomi Campbell e Bill Clinton já foram clientes de João de Deus.
Reprodução/Clarín
"Em poucos dias, João de Deus passou de um famoso médium brasileiro, protagonista de centenas de histórias milagrosas, a ser massivamente acusado de abuso sexual. As queixas estão se multiplicando e já existem mais de 200 mulheres que se declararam vítimas desse curandeiro espiritual de 76 anos", publicou o jornal.

Source: João de Deus: veja repercussão na imprensa internacional

Similar topics (5)