Maduro diz que seu filho participará de testes com a vacina russa

Iniciado por noticias, 06Outubro2020, 15:02

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

Maduro diz que seu filho participará de testes com a vacina russa

Primeiro lote da vacina russa Sputnik V chegou ao país na sexta-feira (2). Duas mil pessoas serão incluídas em ensaios clínicos no país, segundo ministro da Saúde venezuelano. Nicolás Maduro, presidente chavista da Venezuela, durante declaração em Caracas em 29 de junho
Miraflores Palace/Handout via Reuters
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse neste domingo (4) que seu filho participará dos testes clínicos previstos no país da vacina russa contra o novo coronavírus, a Sputnik V.
"Nesta fase clínica de testes, meu filho, Nicolás Ernesto Maduro Guerra, me informou a decisão de se vacinar com a vacina russa, de se incorporar à prova. Acho muito bom", expressou o chefe de Estado socialista durante um programa transmitido pela TV estatal VTV. A irmã do presidente também será voluntária nos testes.
Maduro Guerra, de 30 anos, é político e integra, assim como seu pai, o governista Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).
Venezuela recebe remessa de vacina russa contra o coronavírus
Um primeiro lote de vacinas Sputnik V chegou ao país na sexta-feira. Duas mil pessoas serão incluídas em ensaios clínicos, segundo ministro da Saúde venezuelano, Carlos Alvarado.
Em 11 de agosto, a Rússia se tornou o primeiro país a aprovar uma vacina contra a Covid-19, que chamou de Sputnik V em homenagem ao primeiro satélite lançado ao espaço, em 1957.
Primeiro lote da vacina russa contra Covid-19 é liberado para a população
Em carta, cientistas manifestam 'preocupação' com resultado de teste da vacina da Rússia contra a Covid
Já em agosto, o governo Maduro tinha anunciado que a Venezuela se integraria a esta fase.
"Quando estiver encerrada toda a fase científica, clínica, de testes, virá a vacinação voluntária (...) Assim que começarmos a vacinação em massa (...), eu serei o primeiro a tomá-la", afirmou Maduro.
A Rússia é um dos principais aliados de Maduro frente à pressão internacional liderada pelos Estados Unidos, que querem retirá-lo do poder por considerar fraudulenta sua eleição. Washington apoia o líder parlamentar opositor Juan Guaidó, reconhecido como presidente encarregado da Venezuela por meia centena de países.
"Usam nosso povo como cobaias", criticou Guaidó, ao comentar a decisão de incluir a Venezuela nos testes com a vacina russa.
Segundo números oficiais, contestados pela oposição e organizações como a Human Rights Watch, até este sábado (3) o país de 30 milhões de habitantes tinha 77.646 casos confirmados e 649 mortes.
Vídeos: Notícias internacionais
Initial plugin text

Source: Maduro diz que seu filho participará de testes com a vacina russa

Similar topics (5)