Se ligue nos links (20 de outubro)

Iniciado por noticias, 21Outubro2018, 14:01

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

Se ligue nos links (20 de outubro)


    Jamal Khashoggi, jornalista crítico ao governo da Arábia Saudita, desapareceu após entrar no consulado do seu país em Istambul
Mohammed al-Shaikh/AFP
1) Em sua última coluna para o Washington Post, o jornalista Jamal Khashoggi, assassinado depois de entrar no consulado saudita em Istambul no início do mês, afirma que liberdade de expressão é aquilo de que os países árabes mais precisam. Em palestra na Universidade Stanford no ano passado, Khashoggi critica o estilo de governo do príncipe-herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, ou MBS. Na New Yorker, Dexter Filkins mostra por que a morte de Khashoggi é decisiva para o futuro do regime saudita. Na New York Review of Books, Hugh Eakin discute em que medida o apoio americano a MBS contribuiu para a tragédia.
O presidente Xi Jinping caminha para fazer um discurso durante uma sessão do congresso no Grande Salão do Povo em Pequim, na China
Damir Sagolj/Reuters
2) Na Foreign Policy, Jonathan Tepperman analisa como o autoritarismo do líder chinês Xi Jinping tem contribuído para o retrocesso do país.
3) No Wason Center for Public Policy, Rachel Bitecofer analisa as perspectivas do Partido Democrata nas eleições para o Senado em 6 de novembro.
O presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista na Casa Branca, em Washington, no último dia 9/10
Evan Vucci/AP
4) O New York Times argumenta, num editorial em vídeo, que todos devem se preocupar com o risco de um regime fascista nos Estados Unidos. Na New Statesman, Paul Mason resenha o novo filme em que Michael Moore vê coincidências preocupantes entre Adolf Hitler e Donald Trump. No Guardian, o psicanalista Gary Greenberg explica como Sigmund Freud pode ajudar a entender o trumpismo.
Membros do partido CSU acompanham divulgação de pesquisa de boca de urna após votação no último dia 14/10 na Baviera
Michael Dalder/Reuters
5) No Euronews, o cientista político Cas Mudde mostra por que as eleições recentes na Baviera representam um provável recuo na onda populista na Europa. No Project Syndicate, Jim O'Neill questiona até que ponto o descontrole fiscal do governo populista italiano poderá implodir as bases da União Europeia (UE). Também no Guardian, James Miller pergunta se, no fundo, o populismo não faz bem à democracia.
6) Em artigo no New York Times, Auden Schendler e Andrew Jones contam como mudanças nos nossos hábitos cotidianos podem ajudar a combater as mudanças climáticas.
Representação da criptomoeda bitcoin
Reuters/Dado Ruvic
7) Na New Yorker, Nick Paumgartner desvenda o debate em torno do "blockchain", a tecnologia de criptomoedas como Bitcoin ou Ethereum. No Project Syndicate, o economista Nouriel Roubini afirma que ela não passa de uma planilha Excel e argumenta que essas moedas não passam de uma armadilha para pegar o dinheiro de otários.
8) Ainda na New Yorker, Charles Duhigg esmiúça a investigação do FBI em que o Google acusa o Uber de roubo de propriedade intelectual.
9) Para quem perdeu seu evento global, o matemático James Tanton criou um novo site, o Exploding Dots, onde alica o método fascinante das "bolinhas explosivas" a diversos problemas.
Representação de ondas gravitacionais, previstas na Teoria da Relatividade, de Albert Einstein
Nasa
10) No Phys.org, matemáticos da Universidade da Amizade dos Povos da Rússia (RUDN) mostram como será possível usar ondas gravitacionais para transferir dados pelo espaço.
11) O Twenty Words traz 29 dicas para facilitar dia a dia, de limpar sapatos a evitar que bananas apodreçam, de pôr duas pizzas no forno a impedir que sacos de lixo pequenos sejam engolidos pela lixeira.
12) No Vox, Aja Romano historia as adaptações para o cinema das obras do escritor Stephen King. Também no Vox, Alissa Wilkinson mergulha na vida da escritora e falsária Lee Israel, que inspirou o filme Can you ever forgive me?, com Melissa McCarthy.
O dramaturgo Arthur Miller em 29 de junho de 1956, dia de seu casamento com Marilyn Monroe
THE KOBAL COLLECTION
13) Em 1999, a New Yorker publicou um perfil do dramaturgo Arthur Miller, em que investiga as origens de seus personagem-símbolo: Willy Loman, de A morte de um caixeiro viajante.
Funcionário do Gandhi Park lava uma estátua do líder indiano Mahatma Gandhi em Bhubaneswar, na Índia, morto em 30 de janeiro de 1948, aos 78 anos
Biswaranjan Rout/AP
14) Também na New Yoker, Pankaj Mishra mostra como as ideias do Mahatma Gandhi são relevantes para o momento político atual, era de pós-verdade e "fake news".

Source: Se ligue nos links (20 de outubro)

Similar topics (2)

1343

Respostas: 0
Visualizações: 875

1687

Respostas: 0
Visualizações: 594