Tiroteio deixa 12 pessoas feridas em shopping nos EUA, diz polícia

Iniciado por noticias, 19, Abril, 2022, 08:35

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

Tiroteio deixa 12 pessoas feridas em shopping nos EUA, diz polícia


   Dez pessoas foram baleadas, mas não há registro de mortes. Polícia acredita que conflito entre pessoas armadas provocou o tiroteio  Imagem mostra tuíte de polícia de Colúmbia, na Carolina do Sul, sobre tiroteio em shopping neste sábado (16).
Reprodução/Twitter
A polícia de Colúmbia, capital do estado americano da Carolina do Sul, informou, neste sábado (16), que 12 pessoas ficaram feridas durante um tiroteio em um shopping. Não há registro de vítimas fatais. A polícia acredita que um conflito entre pessoas armadas tenha provocado o incidente.
O chefe de polícia da cidade, William Holbrook, afirmou que dez dos feridos foram baleados e dois deles estão em estado crítico, mas estáveis. As vítimas têm idade entre 15 e 73 anos.
Segundo Holbrook, ao menos  três pessoas foram vistas com armas dentro do shopping e ao menos uma delas fez disparos. Ele ressaltou que a investigação está no começo, mas disse acreditar que o tiroteio foi motivado por algum conflito entre os suspeitos que estavam armados.
"Nós acreditamos que os indivíduos que estavam armados se conheciam e algum tipo de conflito ocorreu, que provocou o tiroteio. Essa não foi uma situação em que tivemos uma pessoa aleatória indo a um shopping para atirar e machucar pessoas", afirmou.
Tiroteio na Carolina do Sul, EUA: mapa mostra onde fica Colúmbia, local do incidente
g1
O chefe da polícia disse que ainda há policiais dentro do shopping retirando lojistas e consumidores que se esconderam nas lojas ao perceber o tiroteio.
 "A razão que ainda temos equipes dentro do shopping é que é um grande estabelecimento, nós estamos liberando loja por loja. Nós fizemos uma primeira ronda para encontrar pessoas machucadas e ajudá-las com ajuda médica", afirmou.

Source: Tiroteio deixa 12 pessoas feridas em shopping nos EUA, diz polícia