Venezuela tacha como 'provocação' envio de navio de guerra britânico à Guiana

Iniciado por noticias, 01, Janeiro, 2024, 03:32

Tópico anterior - Tópico seguinte

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Venezuela tacha como 'provocação' envio de navio de guerra britânico à Guiana


     País enfrenta disputa com Guiana em torno da região de Essequibo, rica em petróleo. HMS Trent faz parte da categoria River Class nas embarcações da Marinha Real
Site da Marinha Real
O Reino Unido anunciou neste domingo (24) o envio de um navio militar para a Guiana, uma de suas ex-colônias que mantém uma disputa com a Venezuela sobre o Essequibo, região rica em petróleo administrada por Georgetown.
"O 'HMS Trent' partirá este mês para a Guiana, nosso aliado regional e parceiro na Commonwealth, para uma série de compromissos na região", afirmou o ministério da Defesa britânico em comunicado.
Segundo a BBC, o navio deve participar de exercícios militares após o Natal com outros aliados da Guiana, que foi colônia britânica até 1966. A emissora britânica não especificou quais outros países estão envolvidos.
O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, classificou o envio do navio militar como uma "provocação".
"Um navio de guerra em águas a serem delimitadas? E então? E o compromisso com a boa vizinhança e a convivência pacífica? E o acordo de não ameaçar e usar a força mutuamente em nenhuma circunstância?", publicou Padrino López no X (antigo Twitter), referindo-se ao acordo assinado em 14 de dezembro durante o primeiro encontro entre os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Guiana, Irfaan Ali.
"Seguimos alertas a essas provocações que colocam em risco a paz e a estabilidade do Caribe e de nossa América!", concluiu o chefe militar venezuelano.
Londres já havia manifestado seu apoio à Guiana com a visita, no início da semana, de David Rutley, chefe da diplomacia britânica nas Américas.
O 'HMS Trent', que costuma operar no Mar Mediterrâneo, já havia se deslocado no início de dezembro para o Caribe para combater o tráfico de drogas.
A Venezuela reivindica há mais de um século a soberania sobre este território de 160.000 km². No entanto, sua reivindicação se intensificou após a descoberta de vastas reservas de petróleo nesta região em 2015.
Leia também
Entenda como a disputa entre Venezuela e Guiana por território onde há petróleo entra no debate político venezuelano
A Guiana argumenta que um tribunal de arbitragem em Paris estabeleceu as fronteiras em 1899, entre a Venezuela e a então colônia.
As tensões entre os dois países se acentuaram após a realização de um referendo sobre a soberania do Essequibo em 3 de dezembro na Venezuela.
Mas Maduro Ali se reuniram em 15 de dezembro e reduziram a tensão, embora não tenham resolvido suas diferenças fundamentais.
Venezuela e Guiana se comprometem a não usar força na disputa por Essequibo

Source: Venezuela tacha como 'provocação' envio de navio de guerra britânico à Guiana
  • Visualizações 3.319 
  • LEIA SEMPRE AQUI!
  • 0 Respostas




Tópicos semelhantes (5)