Mostre a seus amigos

Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 ... 10
1
Cooperação militar europeia marca desfile do Dia da Bastilha


   'Este será um belo símbolo da defesa europeia que estamos construindo, que, como vocês sabem, é uma prioridade do meu mandato', diz Emmanuel Macron.  Aviões de apoio aéreo francês soltam fumaça colorida nas cores da bandeira francesa durante as celebrações da Queda da Bastilha
AP Photo/Rafael Yaghobzadeh
Brigada franco-alemã, helicóptero britânico: o tradicional desfile militar de 14 de julho, que marca o feriado nacional francês da Queda da Batilha, foi marcado este ano pela cooperação militar europeia defendida por Emmanuel Macron, que presidiu as festividades na presença de vários líderes europeus, incluindo Angela Merkel.
Face ao Brexit e a uma reconfiguração dos laços transatlânticos sob a era Trump, o presidente francês fez da defesa europeia um de seus temas favoritos, considerando crucial para o Velho Continente melhorar a sua autonomia estratégica, em complemento da Otan.
Emmanuel Macron, que participa de seu terceiro desfile desde sua eleição em maio de 2017, abriu neste domingo (14) as festividades ao percorrer a avenida Champs-Elysées a bordo de um "carro de comando", antes de passar em revista as tropas ao lado do chefe de Estado-Maior.
Vaias foram ouvidas por parte de alguns "coletes amarelos" que conseguiram se misturar na multidão.
França comemora 230 anos da Queda da Bastilha; veja FOTOS
O presidente então ocupou seu assento na tribuna presidencial instalada na Place de la Concorde, onde vários líderes europeus esperavam por ele, incluindo a chanceler alemã Angela Merkel.
Em frente ?  multidão reunida no coração da capital, o campeão mundial francês de jet-ski Franky Zapata ofereceu um impressionante espetáculo futurista voando, com uma arma na mão, várias dezenas de metros acima da Champs-Elysées em seu "Flyboard Air", que ele mesmo inventou.
O campeão mundial francês de jet-ski Franky Zapata em plataforma voadora criada por ele
Foto AP/Michel Euler
Esta plataforma voadora propulsada por jatos de ar é de interesse das forças especiais francesas. O "Flyboard" permitirá "testar diferentes usos, como uma plataforma de logística voadora ou uma plataforma de assalto", disse neste domingo a ministra dos Exércitos Florence Parly ?  France Inter.
Entre a multidão, Thomas, um engenheiro de 39 anos, carrega seu filho de 5 anos nos ombros com a bandeira francesa na mão. "Estávamos em Paris e decidimos estender nossa estada, para que as crianças pudessem ver o desfile. Para ensinar a elas o respeito, que vejam aqueles que lutam por nós", disse ele ?  AFP.
Para esta edição de 2019, a França convidou uma dúzia de parceiros europeus de seu Exército para participar do tradicional desfile militar.
"Este ano haverá muitos militares de Exércitos europeus. Este será um belo símbolo da defesa europeia que estamos construindo, que, como vocês sabem, é uma prioridade do meu mandato", disse Macron ainda no sábado.
"Agir juntos não significa renunciar ou diminuir a soberania nacional, nem, é claro, renunciar ?  Aliança Atlântica", ressaltou  o chefe do Estado francês.
Cooperação militar europeia marca desfile da Queda da Bastilha
AP Photo/Michel Euler
Parcerias europeias
Além da chanceler alemã Angela Merkel, que tem preocupado a opinião pública após três episódios de tremores, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, estão entre os 11 convidados europeus do presidente francês.
Eles foram convidados para almoçar no Palácio do Eliseu após o desfile.
A primeira-ministra britânica Theresa May é representada pelo vice-primeiro-ministro David Lidington.
Os nove países que participam ao lado da França na Iniciativa Europeia de Intervenção (IEI) - nascida há um ano sob a liderança de Macron, com o objetivo de desenvolver uma "cultura estratégica compartilhada" - foram representados no desfile: Bélgica, Reino Unido, Alemanha, Dinamarca, Holanda, Estônia, Espanha, Portugal e Finlândia, todos representados em Paris pelos seus chefes de Estado, de Governo ou Ministro da Defesa.
O desfile aéreo, aberto com fumaça nas cores da bandeira francesa, teve a participação do avião de transporte alemão A400M e de um espanhol C130. Entre os helicópteros que fecharão o desfile estarão dois Chinooks britânicos. O Reino Unido, que atualmente fornece ao Exército francês três helicópteros de carga pesada no Sahel, acaba de estender seu compromisso até junho de 2020, para a grande satisfação de Paris, que carece enormemente desse tipo de equipamento.
No total, cerca de 4.300 militares, 196 veículos, 237 cavalos, 69 aviões e 39 helicópteros foram mobilizados para o evento organizado na famosa avenida no coração da capital francesa.
Source: Cooperação militar europeia marca desfile do Dia da Bastilha
2
MONTAGENS E UTILIDADES! / Re: Ajuda com barras de LEDs!
« Última mensagem por Trudes em Ontem às 11:01:53 »
Montei esse a uns 3 anos. Recomendo colocar resistores de 2 a 3W

3
Vaticano convoca família de adolescente desaparecida em 1983 para nova exumação


   Santa Sé anunciou que foram localizadas duas ossadas no sótão de colégio na Cidade do Vaticano, onde a jovem morava. Emanuela Orlandi tinha 15 anos; desaparecimento desencadeou teorias e conspirações envolvendo máfia, setor financeiro e Vaticano. Emanuela Orlandi desapareceu há 36 anos, mas até hoje a Itália debate o que pode ter acontecido com a adolescente
AP/Arquivo
A família de Emanuela Orlandi, uma adolescente que desapareceu misteriosamente há 36 anos em Roma, foi convocada pelo Vaticano para acompanhar em 20 de julho a exumação de restos mortais que foram localizados recentemente, anunciou a Santa Sé neste sábado (13).
Os túmulos de duas princesas do século XIX foram abertos na quinta-feira (11), em um pequeno cemitério alemão dentro das muralhas da Cidade do Vaticano, com a autorização do Vaticano e a pedido da família da jovem.
A família Orlandi havia recebido informações anônimas que indicavam que os restos mortais de Emanuela poderiam estar naqueles túmulos. Mas técnicos forenses abriram as sepulturas e verificaram que estavam vazias.
Neste sábado, o porta-voz da Santa Sé, Alessandro Gisotti, anunciou que foram localizadas duas ossadas no sótão do Colégio Teutônico, ao lado do cemitério alemão.
O misterioso desaparecimento de garota há 36 anos
Os restos mortais podem ser acessados através de um alçapão. Ficará fechado até a inspeção, programada para o próximo sábado pela Justiça do Estado do Vaticano e que será realizada na presença de representantes da família Orlandi.
Especialistas consideram que os esqueletos das princesas podem ter sido transferidos para aquele local, devido ? s obras de expansão do Colégio Teutônico, realizadas nos anos 1960 e 1970. Estas obras também afetaram o cemitério.
Filha de um funcionário do Vaticano, Emanuela Orlandi residia dentro das muralhas do Vaticano. Ela foi vista pela última vez em 22 de junho de 1983, aos 15 anos de idade, quando saía de uma aula de música no centro de Roma.
Este desaparecimento nunca resolvido intriga os italianos e desencadeou uma série de teorias e conspirações envolvendo a máfia, o setor financeiro e o Vaticano.
Vaticano abre duas tumbas para esclarecer sumiço de adolescente
Vaticano convoca família de adolescente desaparecida em 1983 para nova exumação
4
LEIA SEMPRE AQUI! / Atentado em casamento deixa pelo menos 5 mortos no Afeganistão
« Última mensagem por noticias em 13,Julho, 2019, 15:06:57 pm »
Atentado em casamento deixa pelo menos 5 mortos no Afeganistão

Outras 40 pessoas ficaram feridas. Talibãs negaram envolvimento com o ataque. Um atentado suicida durante um casamento na província de Nangarhar, leste do Afeganistão, deixou pelo menos 5 pessoas mortas e 40 feridas, informaram as autoridades locais, segundo a Reuters. O Talibã nega envolvimento.
Atahullah Khogyani, um porta-voz do governador da província de Nangarhar, disse que um menino soltou explosivos dentro da casa de um comandante da milícia pró-governo no distrito de Pacheragam. Segundo a agência EFE, o autor do ataque também morreu.
"Esta manhã ? s 8h (0h30 de Brasília), um homem-bomba detonou seu explosivo em uma cerimônia de casamento. Cinco pessoas morreram e 40 ficaram feridas", afirmou ?  AFP Ataulah Khogyani, porta-voz do governo de Nangarhar. Moradores do local afirmaram que 10 pessoas morreram.
Na província de Nangarhar, perto da fronteira com o Paquistão, estão vários grupos extremistas, entre eles o Estado Islâmico, autor de vários ataques violentos nos últimos anos.
Source: Atentado em casamento deixa pelo menos 5 mortos no Afeganistão
5
LEIA SEMPRE AQUI! / Número de imigrantes detidos na fronteira dos EUA cai quase 30%
« Última mensagem por noticias em 12,Julho, 2019, 09:28:58 am »
Número de imigrantes detidos na fronteira dos EUA cai quase 30%


   Os Estados Unidos prenderam 94.897 imigrantes na fronteira do país com o México no mês passado; é uma queda em relação a maio. Roupa seca em uma cerca perto da fronteira do México com o estado do Texas, nos EUA
Sergio Flores/AFP
Os Estados Unidos prenderam 94.897 imigrantes na fronteira do país com o México em junho. A maior parte deles é da América Central, de acordo com a Agência de Proteção Alfandegária e Fronteiras (CBP).
É uma queda de 28,6% na comparação com o mês de maio, quando foram detidas cerca de 133 mil pessoas.
Sem revelar a identidade, um dirigente do CBP afirma que enxerga um alívio nos números, mas que ainda há uma crise humanitária na fronteira.
Segundo a fonte, o órgão tem entre 40% e 60% de seus funcionários nessa missão humanitária na fronteira com o México, especialmente nos setores de El Paso e do Vale do Rio Grande, ambos no estado do Texas.
Calor e fiscalização fizeram os números melhorarem
O calor desta época do ano na área da fronteira foi um dos fatores que, segundo a CBP, provocaram a queda no número de imigrantes presos pelos agentes americanos.
Outro elemento que contribuiu foi o trabalho do governo do México, que decidiu ampliar a fiscalização na fronteira com a Guatemala, país de onde sai um grande número de imigrantes rumo aos Estados Unidos, após um acordo com o governo de Donald Trump.
"Estamos muito otimistas e esperamos que isso se sustente enquanto o México seguir enviando recursos para sua fronteira sul", afirmou o funcionário do governo americano.
O acordo entre México e EUA veio depois de Trump ameaçar taxar todas as exportações de produtos mexicanos ao país.
Para demovê-lo da ideia, o governo de Andrés Manuel López Obrador ofereceu ampliar a segurança na fronteira com a Guatemala e manter no território mexicano os imigrantes que pediram asilo aos EUA, mas que ainda aguardam a análise da solicitação.
Segundo o funcionário da CBP, 70% dos imigrantes que tentaram cruzar a fronteira eram de países da América Central. Mexicanos correspondem a 17% do total.
Além disso, o número de crianças que estavam sob custódia da CBP caiu de 2.500 para 200 de maio para junho. Isso ocorreu porque o Departamento de Saúde e Serviços Humanos recebeu dinheiro do Congresso no último mês, podendo acelerar o processo de acolhimento dos menores de idade em suas instalações, de acordo com o órgão.
Número de imigrantes detidos na fronteira dos EUA cai quase 30%
6
Brasil pode poupar R$ 144 milhões ao ano em remédios com acordo entre Mercosul e UE, diz entidade


   Segundo a Interfarma, economia seria possibilitada pela redução de tarifas cobradas sobre a importação de medicamentos vindos da Europa.  Brasil importa R$ 3,6 bilhões em remédios da Europa, segundo a Interfarma
Divulgação
O acordo de livre-comércio que o Mercosul e a União Europeia (UE) assinaram no final de junho poderá significar para o Brasil uma economia anual de R$ 144 milhões na importação de remédios, segundo a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma).
"O Brasil importa R$ 3,6 bilhões em remédios da Europa. Pela metade, paga uma alíquota de importação de 8% e, com sua redução a zero, o país poderia economizar R$ 144 milhões", explicou à Agência Efe a Interfarma.
A UE e o Mercosul fecharam no dia 28 de junho em Bruxelas um acordo de livre-comércio que começou a ser negociado em 1999, e que abrange um mercado de 780 milhões de consumidores.
Veja ponto a ponto o que prevê o texto do acordo
Agropecuária é um dos setores mais beneficiados no acerto
"Com o acordo comercial entre a UE e o Mercosul, é esperada uma redução significativa dos tributos vinculados ao comércio de diversos setores industriais. E no segmento farmacêutico, já existem tecnologias importadas pelo Brasil que chegam da Europa com impostos reduzidos", apontou a patronal.
Esses remédios, acrescentou a Interfarma, "são os mais recentes, e não existe no país uma inovação similar e, neste caso, o impacto tende a ser pequeno, pois as alíquotas de importação já estão próximas de zero".
Em contrapartida, "nos segmentos de mais concorrência do mercado, nos quais se enquadram as tecnologias maduras, existe uma proteção tributária mais significativa no país".
Nesse sentido, a Interfarma explicou que são remédios "com alíquota de importação superiores a 4% e que, sem essa proteção, os laboratórios serão forçados a encontrar soluções para lidar com um ambiente mais competitivo".
"Vale destacar que essa concorrência, como acontece em qualquer setor da economia, tende a favorecer o paciente com o aumento da oferta. Além disso, a redução dos tributos deve acontecer gradualmente durante 10 anos, o que dá ao mercado um período de adaptação", acrescentou a associação.
Alíquotas elevadas
Atualmente, as alíquotas referentes à importação de produtos das UE são elevadas, com uma taxa média de 5,27%, enquanto a média mundial sem incluir a UE é de 4,66%.
O acordo de livre-comércio entre Mercosul e UE também pode aumentar o PIB do Brasil em U$ 87,5 bilhões em 15 anos, de acordo com as projeções do Ministério da Economia.
A UE é o segundo maior parceiro comercial do Mercosul e o principal no segmento de investimentos. No entanto, o bloco sul-americano é o oitavo maior parceiro comercial extrarregional do bloco europeu.
Segundo dados do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, as trocas comerciais birregionais superaram os US$ 90 bilhões em 2018. Em 2017, os investimentos da UE no Mercosul somaram US$ 433 bilhões.
O Brasil, por sua vez, realizou transações comerciais com a UE em 2018 no valor de US$ 76 bilhões, com um superavit de US$ 7 bilhões.
Já valor das exportações ao bloco europeu chegou aos US$ 42 bilhões, 18% do total das vendas do país ao exterior.
Para entrar em vigor, o acordo assinado deverá ser ratificado pelos parlamentos dos países envolvidos.
Source: Brasil pode poupar R$ 144 milhões ao ano em remédios com acordo entre Mercosul e UE, diz entidade
7
LEIA SEMPRE AQUI! / Imagens do dia 8 de julho de 2019
« Última mensagem por noticias em 10,Julho, 2019, 03:01:50 am »
Imagens do dia 8 de julho de 2019


    Equipe de resgate trabalha no local do desabamento de um estádio de esportes em Shenzen, na província de Guangdong, na China. Trabalhadores preparavam o procedimento para derrubar o estádio quando a estrutura cedeu. Duas pessoas ficaram presas nos escombros, segundo a mídia local
Reuters/Stringer
Barbary, um pequeno filhote de leão, aterrissa na areia após um salto em seu recinto no Zoológico de Dvur Kralove, em Dvur Kralove nad Labem, na República Tcheca
David W. Cerny/Reuters
Candidatos em busca de emprego formam uma grande fila na cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Os interessados procuram uma das vagas abertas por uma empresa de materiais de construção
Reprodução/TV Globo
LEIA MAIS
Turistas curtem um banho de lama sob o sol no pago Chokrak, perto da vila de Kurortnoye, na prnínsula de Kerch, na Crimeia
Alexey Pavlishak/Reuters
Um homem toma banho enquanto uma mulher lava as mãos com a água que sai de de uma fonte concretada em Calcutá, na Índia
Rupak de Chowdhuri/Reuters
Peixes mortos boiam nas águas do rio Sena em Conflans-Sainte-Honorine, perto de Paris, na França. Diversas toneladas de peixe morto foram removidas do rio Sena, vindas da estação de tratamento de Acheres após uma das unidades da estação ser destruída por um incêndio
Kenzo Tribouillard/AFP
A seleção brasileira posa com a taça da Copa América após derrotar o Peru na final do campeonato no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, na noite de domingo (7)
Ueslei Marcelino/Reuters
Source: Imagens do dia 8 de julho de 2019
8
LEIA SEMPRE AQUI! / Ataque talibã no Afeganistão deixa mortos e feridos
« Última mensagem por noticias em 08,Julho, 2019, 21:02:28 pm »
Ataque talibã no Afeganistão deixa mortos e feridos


   Ataque suicida matou 12 pessoas, dentre elas quatro civis; mais 179 ficaram feridas, entre elas crianças. Forças de segurança afegãs inspecionam o local de um ataque com carro-bomba na província de Ghazni
Rahmatullah Nikzad / AP Photo
Pelo menos 12 pessoas morreram neste domingo (7) e outras 179 ficaram feridas, entre elas, um elevado número de crianças, em um ataque suicida realizado pelos talibãs na cidade de Ghazni, no sul do Afeganistão, no mesmo dia que começou a reunião de dois dias entre os insurgentes e uma delegação afegã no Catar.
"O ataque aconteceu pela manhã, por volta das 8h30 (1h em Brasília), perto de uma base da Direção Nacional de Segurança (NDS, na sigla em inglês) na cidade de Ghazni", disse o porta-voz do governador provincial, Arif Noori.
Segundo ele, os insurgentes detonaram um carro cheio de explosivos em um posto de segurança na entrada da base militar, matando 12 pessoas, quatro delas civis, e ferindo outras 80.
Atentado do Talibã mata pelo menos 12 pessoas e fere 179 no Afeganistão
A maior parte dos civis feridos é formada por jovens em idade escolar, detalhou Noori. "O número de vítimas pode aumentar nas próximas horas, porque algumas delas foram levadas a hospitais privados e podem ser incluídas no balanço mais tarde", acrescentou.
A área do atentado foi isolada pelas forças de segurança.
Um porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, reivindicou o atentado em um breve comunicado.
 "Uma importante base da Direção Nacional de Segurança em Ghazni foi atacada por um suicida, utilizando um veículo explosivo. Segundo as informações iniciais, a base está completamente destruída e dezenas de homens da NDS e trabalhadores morreram ou ficaram feridos", disse Mujahid.
Source: Ataque talibã no Afeganistão deixa mortos e feridos
9
CIÊNCIA e RELIGIÃO! / Deus é quem???
« Última mensagem por marcosbr em 07,Julho, 2019, 20:26:14 pm »
 Muita gente me questiona. Eletrônica e Deus não tem nada a ver...
 Eu poderia ser médico, advogado, peão de obra, pagodeiro, contador e jogador de futebol.
 Mas acontece o seguinte...
 Como pode agente ver as pessoas dentro de uma "caixinha"?
 Quem apaga/acende a luz e como?
 Como pode uma pessoa estar na china e eu estou vendo ela "ao vivo"?
 A eletrônica assustava qualquer um pela sua eficiência e interação com a informatica.
 Uma benção!
 Foi isto que me levou e me leva em frente. Eu entendo que uma "religião" não me leva a frente.
 Deus é fundamental. O carro fica, a casa fica, e você é sepultado!
 A conexão é fundamental. Seu modo de vida está assistido ao vivo. (lembra  da china acima?)
 Não peça para Deus te dar dinheiro, não peça para Deus te dar um carro...
 Agradeça por sua vida.
 
10
Os estudantes que constroem seus dormitórios por causa dos aluguéis estratosféricos na Alemanha


   Universitários de Heidelberg, no sudoeste da Alemanha, propuseram solução alternativa para enfrentar falta de acomodação. Este protótipo de dormitório será parte de um complexo maior a ser construído pelos próprios estudantes da Heidelberg, que estão tentando enfrentar o aumento dos aluguéis
DGJ Architects
Uma enorme caixa de madeira emerge no terreno de um antigo hospital militar americano, nos arredores da cidade alemã de Heidelberg. A estrutura de 14 metros quadrados, com janelas e móveis parece ?  primeira vista mais uma cabana de jardim do que uma casa.
Mas trata-se do protótipo de um dormitório estudantil de quatro andares - uma tentativa de proporcionar conforto para jovens em meio ?  crise habitacional pela qual passa a Alemanha.
Como muitas cidades ao redor do mundo, Heidelberg está tendo dificuldades para abrigar um influxo rápido de jovens profissionais e estudantes. Isso deu origem a um lucrativo mercado de aluguel e, por consequência, falta de moradia. Desde 2010, os aluguéis na cidade universitária aumentaram quase 25%. Para os estudantes, que costumam morar em apartamentos compartilhados, o valor de um quarto não sai por menos do que 437 euros por mês, em média - cerca de R$ 1.950.
 A fim de amenizar a crise nacional de habitação, o governo da chanceler alemã, Angela Merkel, prometeu construir 1,5 milhão de apartamentos em todo o país até o fim de seu quarto mandato, em 2021.
O cenário adverso motiva diversas alternativas, como o grupo de 25 estudantes universitários que tomou a iniciativa de construir, com as próprias mãos, seus dormitórios estudantis em Heidelberg: o Collegium Academicum.
"Queremos criar um espaço acessível, onde os estudantes possam viver juntos e aprender juntos", diz ?  BBC Capital Ina Kuhn, estudante de psicologia de 22 anos e membro do projeto do dormitório.
Os aluguéis no Collegium Academicum, com 226 quartos dentro de 46 apartamentos compartilhados, devem girar em torno de 300 euros (R$ 1.330), em média, por mês, com a possibilidade de cair ainda mais no futuro, assim que o empréstimo bancário for liquidado.
A sustentabilidade também é um objetivo fundamental do projeto. O terreno foi comprado da prefeitura. Equipado com janelas de vidro triplo e totalmente construído em madeira, o Collegium Academicum será o maior edifício da Alemanha sem suporte de metal. Mas, orçado em 16 milhões de euros (R$ 70 milhões), esse projeto sustentável não sai barato.
A maior parte do dinheiro veio de empréstimos bancários, recursos públicos e do instituto de crédito alemão para revitalização. Ainda assim, 2 milhões de euros do custo total (ou 12,5%) tinham que vir de capital próprio.
A construção deve começar dentro das próximas semanas, e os primeiros inquilinos devem se mudar no início de 2021.
Universidades gratuitas
Fundada em 1386, a Universidade de Heidelberg é a mais antiga da Alemanha e uma das três mais prestigiadas do país. Rankings internacionais de educação a posicionam na 47ª colocação entre as melhores do mundo. Por isso, todos os anos, recebe milhares de novos alunos. Atualmente, cerca de 40 mil dos 160 mil cidadãos da cidade são estudantes.
Além disso, sua pitoresca paisagem, emulando uma "cidade de brinquedo", também vem se tornando uma atração ?  parte para os estrangeiros. De acordo com a prefeitura, a maior parte dos novos moradores de Heidelberg nos últimos anos veio da China, Itália, Romênia, Índia e Polônia - e têm entre 18 e 30 anos.
Mas, em comparação com estudantes universitários nos EUA e no Reino Unido, os alunos alemães apresentam uma significativa vantagem financeira. Em 2014, todos os 16 Estados alemães aboliram as taxas de ensino universitário para estudantes de graduação, o que significa que tanto estudantes de graduação alemães quanto estrangeiros estudam gratuitamente nas universidades públicas. A maioria deles paga uma pequena taxa semestral de custos administrativos.
Collegium Academicum espera aliviar pressão habitacional ao fornecer acomodação para estudantes em 226 quartos dentro de 46 apartamentos compartilhados
Projekt Gruppe CA
Demanda maior do que a oferta
Apesar disso, o semestre que se inicia em outubro é especialmente difícil para os estudantes que procuram moradia, diz Studierendenwerk, uma organização estatal sem fins lucrativos que dá apoio a universitários que estão em busca de acomodação.
"Nessa época, muitas vezes há mais estudantes tentando encontrar um lugar para morar do que acomodações - especialmente acomodações acessíveis", diz Tanja Modrow, diretora da Studierendenwerk Heidelberg.
Sendo assim, muitos deles têm que viver mais longe ou se submeter aos altos custos de vida. A forte presença de áreas verdes também faz com que cada vez mais recém-formados escolham morar na cidade universitária para dar o pontapé em suas carreiras ou construir suas famílias, aumentando ainda mais a pressão sobre a escassa oferta de moradia. No estado de Baden-Württemberg, onde fica Heidelberg, o Partido Verde da Alemanha está atualmente liderando as pesquisas de opinião com 32%.
Escassez de moradias pelo mundo
Os estudantes de Heidelberg não estão sozinhos em sua luta para encontrar moradia acessível na Alemanha. O último índice de preços do Instituto de Economia alemão mostra que os custos dos aluguéis de estudantes nas cidades universitárias alemãs subiram de 9,9% para 67,3% desde 2010.
Em abril, milhares de pessoas protestar nas ruas da capital Berlim para pressionar o governo. A cidade, que se tornou um dos mercados imobiliários de maior crescimento do mundo, realizará em breve um referendo sobre a expropriação em massa de propriedades pela cidade.
A escassez de moradias e de aluguéis acessíveis são um problema muito comum para estudantes de outras cidades universitárias.
Em Hobart, na ilha da Tasmânia, na Austrália, a Universidade da Tasmânia comprou recentemente um hotel de três estrelas em uma tentativa de alojar os estudantes que não conseguem acomodação a um preço acessível. Um crescente número de turistas e a expansão do Airbnb têm desempenhado um papel significativo na crise habitacional pela qual passa a cidade.
Enquanto isso, na costa oeste dos EUA, na Universidade da Califórnia, em Berkeley, um novo programa está unindo estudantes de pós-graduação a aposentados que têm um quarto sobrando. Em troca de um teto, os estudantes proporcionam aos aposentados interação social, ajuda na casa, além de aluguel mensal de menos de US$ 1 mil (R$ 4 mil) - menos de um terço dos preços médios dos apartamentos em Berkeley.
Source: Os estudantes que constroem seus dormitórios por causa dos aluguéis estratosféricos na Alemanha
Páginas: [1] 2 3 ... 10