Autor [EN] [PL] [ES] [PT] [IT] [DE] [FR] [NL] [TR] [SR] [AR] [RU] Tópico: O País laico precisa do STF???  (Lida 244 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline marcosbr

  • Vivendo e Aprendendo!
  • Administrador
  • *
  • Mensagens: 1106
  • Country: br
  • Karma: +4/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
 :alas:  Eu queria comentar outras coisas. Mas ta difícil entender o que é religião no Brasil!
Não se mistura estado, judiciário e religião!
Numa democracia não se pode ensinar "uma"religião nas escolas. Pode sim, ensinar a história das religiões!
Uma família evangélica, budista, espirita, etc...
Não pode aceitar que seus filhos sejam "catequizados" como se fazia com os silvícolas.
Ou instruídos que os "judeus" são ameaçadores e comunistas.
Muito menos que os "espiritas" estão condenados e servem ao demônio...
Os integrantes do STF (Supremo Tribunal Federal) Deveriam exercer seu poder para prender os ladroes do dinheiro publico. E não influenciar um ensino de religião obrigatório!
Existem professores declaradamente católicos, outros declaradamente protestantes...
Me admira que pessoas capazes e conhecedoras do "direito" incentivem a segregação de qualquer forma!
A ministra Carmen Lucia como presidente do STF, deveria deixar de lado a sua paixão pelo catolicismo, e se lembrar do significado da palavra "LAICO"
Num país onde onde o STF não atende aos anseios da população... Fica difícil acreditar nos poderes constituídos!
Sou totalmente contra a ditadura, ou não poderia estar aqui expressando minha opinião.
Mas aí eu pergunto ao supremo?????
Depois do Ministro Gilmar Mendes mandar soltar todos os amigos, afilhados, parentes, etc...
E o pior... Disse não se sentir "impedido de julgar estes casos"
Depois do retorno da cura gay e tudo quanto é besteira parar no STF...
Não estaríamos retornando a idade média e a "caça as bruxas" ???
Imagine um pai de santo ou budista sendo julgado neste tribunal LAICO...



Para que Deus eu devo orar, para acabar com esta bagunça institucional?


Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)