Autor [EN] [PL] [ES] [PT] [IT] [DE] [FR] [NL] [TR] [SR] [AR] [RU] Tópico: A prisão domiciliar e a ciência!  (Lida 232 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline marcosbr

  • Vivendo e Aprendendo!
  • Administrador
  • *
  • Mensagens: 1088
  • Country: br
  • Karma: +4/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
A prisão domiciliar e a ciência!
« em: Agosto 19, 2017, 21:41:28 pm »

O grafeno é um material quase transparente, leve, maleável, mais forte que o aço, extremamente denso e um ótimo condutor de calor e de eletricidade. Empresas e governos levam seu potencial tecnológico muito a sério. Em 2013, a União Europeia (UE) estabeleceu o programa Graphene Flagship que, com um orçamento de € 1 bilhão, é uma das maiores iniciativas de pesquisa científica do mundo, reunindo cientistas de mais de 150 instituições de 23 diferentes países.

Uma das novidades é que A estudante brasileira Nadia Ayad foi a vencedora de um desafio mundial da empresa sueca Sandvik Comorant sobre pesquisas de grafeno. O projeto vencedor de Ayad tratava do uso da substância - uma estrutura de carbono - em dispositivos de filtragem e sistemas de dessalinização de água, para ajudar a garantir o acesso a água potável no futuro.
Um juri composto por dois pesquisadores da área e dois executivos da empresa avaliou os dez projetos finalistas e deu o prêmio à brasileira. Ayad conseguiu vencer o desafio mesmo sendo ainda estudante de graduação em engenharia de materiais no IME (Instituto Militar de Engenharia).
  O grafeno é produzido a partir da esfoliação do grafite, e temos muito no Brasil...





Em outra pesquisa...

Cientistas alimentaram aranhas com grafeno para criar teias dez vezes mais fortes
Teias de aranha são um dos materiais mais resistentes do mundo, mas um grupo de pesquisadores da Universidade de Trento, na Itália, conseguiu criar um material dez vezes mais forte. Para isso, de acordo com o estudo publicado por eles, eles alimentaram as aranhas com grafeno, um material cheio de propriedades físicas interessantes, o que fez com que elas fizessem teias mais robustas.

Em entrevista ao site Digital Trends, o professor Nicolas Pugno, que liderou à pesquisa, deu mais detalhes sobre o procedimento. "Para esse estudo, criamos uma solução de água e nanomateriais, nanotubos de carbono e grafeno. Depois, nós borrifamos essa solução em uma caixa de aranhas, onde ela provavelmente seria ingerida", disse.
"Quando as aranhas fizeram suas teias, nós vimos que ela continha os nanomateriais. Quando testamos o material com uma máquina de testes de tensão, descobrimos que ela era mais forte e resistente do que a teia de aranha regular", concluiu.

E ela não era só um pouco mais forte, mas cerca de dez vezes mais forte. A teia regular, segundo o estudo, tem uma força de 1,5 gigapascals (GPa) e uma resistência de 150 joules por grama; a teia produzida por essas aranhas, por sua vez, tinha força de 5,4 GPa e resistência de 1.570 joules por grama.

A pesquisa não foi feita para ajudar as aranhas a produzir teias mais duradouras. A teia de aranha é um material que vem sendo estudado há muito tempo por conta de sua extrema resistência - ela já é usada, por exemplo, para produzir desde alguns aparelhos eletrônicos até armaduras. Há também empresas tentando criar versões industriais das teias de aranha, para poder usá-las com mais facilidade.

O grafeno também tem uma história parecida. Ele vem sendo pesquisado há bastante tempo por conta de suas propriedades físicas peculiares. Elas permitem que ele seja usado para uma série de aplicações, como criar materiais "invisiveis", construir músculos flexíveis para robôs e até mesmo revolucionar a computação, criando transistores menores e mais rápidos.

Com isso, é fácil perceber que uma fusão dos dois materiais seria bem interessante para diversas indústrias. Por enquanto, Pugno não quis falar ainda sobre as potenciais aplicações dessa nova teia de aranha com grafeno. Mas ele comentou que não se surpreendeu muito com o resultado, pois outras pesquisas já mostraram que a dieta das aranhas afeta as suas teias. Por exemplo: em 2014, um estudo mostrou que era possível criar teias coloridas alimentando as aranhas com corante.

Minha sugestão: Já que ela é forte e boa condutora de eletricidade... Poderiamos aproveitar estas teias para prender políticos bandidos, e bandidos políticos em casa.
Só assim o ministro Gilmar Mendes ficaria a vontade para liberar todo mundo...
Até eu apoiaria a prisão domiciliar!




Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

Online naldonet

  • O talento vence jogos, mas só o trabalho em EQUIPE ganha campeonato.
  • Moderador
  • *
  • Mensagens: 137
  • Country: br
  • Karma: +0/-1
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
Re: A prisão domiciliar e a ciência!
« Responder #1 em: Agosto 19, 2017, 22:58:47 pm »
E por se falar em político a coisa tá assim: é mais fácil achar uma viúva virgem do que 1 político honesto no Brasil !   :laugh:

 

Quem é a única mulher condenada à prisão perpétua na América Latina por crimes contra a humanidade

Iniciado por noticias

Respostas: 0
Visualizações: 26
Última mensagem Agosto 26, 2018, 09:03:38 am
por noticias
Justiça dos EUA pede que suposta espiã russa espere julgamento na prisão

Iniciado por noticias

Respostas: 0
Visualizações: 87
Última mensagem Julho 19, 2018, 21:08:19 pm
por noticias
Aung San Suu Kyi, líder de Mianmar, defende prisão de jornalistas acusados de espionagem

Iniciado por noticias

Respostas: 0
Visualizações: 21
Última mensagem Setembro 14, 2018, 09:02:38 am
por noticias