Com pandemia de Covid-19, solicitações de refúgio despencam no Brasil em 2020

Iniciado por noticias, 22Junho2020, 09:00

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

Com pandemia de Covid-19, solicitações de refúgio despencam no Brasil em 2020


   Entre janeiro e maio, as solicitações de refúgio caíram mais de 40%, se comparadas ao mesmo período do ano passado. Cerca de 43 mil refugiados vivem no Brasil; 88% são venezuelanos
Com o fechamento de fronteiras em todo mundo desde o início da pandemia do novo coronavírus, foram registradas 19.075 solicitações durante os cinco primeiros meses do ano no Brasil. O número representa 42% menos que os 33.155 mil pedidos feitos no mesmo período do ano passado.
A queda foi ainda maior nos últimos três meses, de acordo com levantamento feito pela Globonews com base nos dados do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. 
Refugiados e brasileiros se ajudam para aliviar efeitos da pandemia sobre os mais vulneráveis
Entre março, abril e maio deste ano, foram feitas 6.608 solicitações, contra 17.711 nos mesmo período de 2019. Durante todo o mês de maio deste ano, foram feitas apenas 222 solicitações, contra 6.205 no quinto mês do ano passado.
Os venezuelanos são maioria entre os registros, com 10.472 solicitações em 2020. A vinda de refugiados da Venezuela ainda é uma resposta à crise política e econômica que atinge o país vizinho desde o início de 2018. Na sequência veem os haitianos, que voltaram ocupar os primeiros lugares no ranking dos números de solicitações, com 6008 pedidos. Depois, estão Cuba (862), China (216) e Senegal (173).
Imagem de arquivo mostram que rotas clandestinas dificultam ainda mais a chegada de refugiados e migrantes venezuelanos ao Brasil
Jackson Félix/G1 RR
O coordenador-geral do Conare, Bernardo Laferté, afirmou que o alto fluxo de venezuelanos e a queda brusca eram esperadas. A fronteira do Brasil com a Venezuela foi fechada no dia 18 de março, por recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que causou impacto direto na entrada de venezuelanos.
Segundo Laferté, o que tem surpreendido é um novo aumento no número de haitianos vindo para o Brasil. Para ele, há uma segunda onda de migrantes do país caribenho. Nesta onda atual, os haitianos entram por via terrestre, pela fronteira de Roraima com a Guiana. Durante o primeiro fluxo, entre 2010 e 2016, eles chegavam ao país principalmente por Brasileia, no Acre, e em menor número por Tabatinga, no Amazonas.
Atualmente, o Brasil tem cerca de 43 mil pessoas refugiadas vivendo no país sob esta condição, de acordo com o Ministério da Justiça. Deste total, cerca de 38 mil são venezuelanos que atravessaram deixaram o país vizinho em êxodo migratório. Em 2020, o Conare reconheceu a condição de refugiados de cerca de 17,7 mil venezuelanos.
Solicitações de refúgio ao Brasil
Queda no número de pedidos de refúgio nos últimos meses
Nacionalidades que solicitaram refúgio de janeiro a maio de  2020:
Venezuela  10.472
Haiti  6.008
Cuba 862
China  216
Senegal 173

Source: Com pandemia de Covid-19, solicitações de refúgio despencam no Brasil em 2020

Similar topics (5)

Powered by EzPortal