Dia das mães e homoafetividade!

Iniciado por marcosbr, 13Maio2018, 20:29

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

marcosbr

Em primeiro lugar, devo explicar que não existe aqui um conteúdo homofóbico. Eu relato um conteúdo cientifico e INCONFUNDÍVEL!

O engraçado é ler uma ler a declaração do que é homofobia segundo: https://www.significados.com.br/homofobia/

Homofobia significa aversão irreprimível, repugnância, medo, ódio, preconceito que algumas pessoas, ou grupos nutrem contra os homossexuais, lésbicas, bissexuais e transexuais.Em alguns casos, aqueles que guardam estes sentimentos não definiram completamente a sua identidade sexual, gerando dúvidas e revolta, que são transferidas para aqueles que já aceitaram as suas preferências sexuais.

Então tenho que declarar minha preferencia/identidade sexual...
Sou homem! Se tivesse uma vagina eu seria mulher!
Então vou mais além...

Segundo este mesmo site, uma "jurista defende esta tese https://www.significados.com.br/homoafetivo/

A relação entre homossexuais ganhou um novo vocábulo, criado pela desembargadora e jurista Maria Berenice Dias, que defende que o afeto é o fator mais relevante na atração que uma pessoa sente pelo mesmo sexo. Segundo a Desembargadora, a homoafetividade vai além da relação sexual, é, um vínculo criado pela afetividade, pelo carinho e pelo desejo de estar com o outro em uma convivência harmônica.

Ok! Tudo lindo e maravilhoso e no atual mundo colorido!
A unica coisa que questiono é:
Uma criança entende a comemoração do dia das mães?  Será que isto não influencia seu crescimento emocional?
Não coloquei no fórum: https://amigosdaeletronica.com.br/so-a-eletronica-salva!/  porque nem citei a Bíblia!
Este caso é jurídico, e eu não posso fazer nada.
Por enquanto deixo meu profundo respeito e parabéns aquelas verdadeiras mães!
A verdeira mãe sempre escolhera o caminho certo para seu filho!




Se depois de uma criação justa, ele/ela "escolher" outro lado... A culpa não é sua!






Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

paulo52

Eu não  considero um m casal  de  gays   familia  ,pra  mim  isso  j´ basta ,permitir  uma  união de  duas  pessoas  do mesmo  sexo ,acho uma  aberração e  isso não  constitue familia ,e  pior e  permitir que  esse  casal  adote uma  criança.
Vejam  esse  video .

https://www.youtube.com/watch?v=M4xxLusnPb8

Sergio Freitas

É difícil analisar uma situação que por sorte não vivo.
Julgar alguém por comportamento é não se olhar pois quem julga será julgado.
Ser ou não diferente é uma escolha, mas criar "estatutos" para glorificar tal comportamento eu não concordo.

marcosbr

 Correto Sergio.
Mas o "julgamento" esta sendo feito por eles:
Em alguns casos, aqueles que guardam estes sentimentos não definiram completamente a sua identidade sexual, gerando dúvidas e revolta, que são transferidas para aqueles que já aceitaram as suas preferências sexuais.


Eles confundem identidade sexual com preferencia sexual!  Eu posso estar errado, mas identidade sexual é masculino ou feminino!
A preferencia sexual é outra coisa. Preferencia é individual e pessoal e não esta sendo alvo de criticas!
Outra coisa é quando se fala em orientação sexual...
Posso estar errado, mas entendo orientação como ensino ou aconselhamento!
E se tratando de crianças... o que seria esta tal orientação???
Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

Sergio Freitas

Orientação:
No que tenho lido as escolas tentam inserir a verdade ideológica deles, não a verdade social.
Desestabilizar famílias é uma proposta comunista, assim como o desarmamento, a saúde. A ideia é deixar a população  refém do estado ou do sistema porque assim é mais fácil manipular.

Similar topics (1)