Dia do Orgasmo: empreendedora ajuda mulheres na menopausa a redescobrirem o prazer: 'Clitóris não envelhece'

Iniciado por noticias, 31, Julho, 2023, 08:40

Tópico anterior - Tópico seguinte

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Dia do Orgasmo: empreendedora ajuda mulheres na menopausa a redescobrirem o prazer: 'Clitóris não envelhece'


     Com sex shop especializado em produtos para mulheres na menopausa, Júlia Franco, de Sorocaba (SP), incentiva o autoconhecimento e a liberdade sexual entre mulheres mais velhas. Júlia (vestida de amarelo e roxo) se reúne com mulheres para vender produtos e conscientizar sobre autoconhecimento
Arquivo pessoal
Em um mundo onde o sexo feminino já enfrenta inúmeras cobranças estéticas e sociais, envelhecer como mulher também pode desafiar o padrão imposto pela sociedade. Mas esse pensamento está ficando ultrapassado, graças a mulheres que, mesmo mais velhas, continuam quebrando tabus e conquistando a liberdade de serem autênticas. Uma delas é Júlia Franco, de Sorocaba (SP), dona de um sex shop que atende principalmente mulheres que já estão na menopausa.
Nesta segunda-feira (31), quando se comemora o Dia do Orgasmo, Júlia, de 40 anos, contou ao g1 que sempre teve curiosidade em testar brinquedos adultos, mas tinha vergonha de comprá-los para si mesma. Então, uma amiga deu a ideia de ela começar a revender os itens e aproveitar para testar a mercadoria.
"Pensando na questão do autoconhecimento feminino, quando eu fui usar meu primeiro vibrador, eu o usei por cima da calcinha e fiquei muito brava, porque não senti nada. Minhas amigas falaram: 'mas, Júlia, você colocou 'lá'?'. E eu falei: 'como assim 'lá'?' Foi quando eu percebi o quanto a gente tem essa trava, esse tabu de se sentir, se olhar", explica.
Desde então, ela começou a fazer cursos e a se especializar em saúde sexual de mulheres mais velhas. Além de vender produtos de sex shop, Júlia também realiza encontros com grupos de mulheres para tirar dúvidas sobre a sexualidade na melhor idade. Segundo ela, muitas não tiveram educação sexual e não sabem o prazer que podem sentir sozinhas.
"É um corpo capaz de gerar, de parir, de amamentar, e são muitas sensações que são ambíguas, de dor e conhecimento. E muitas mulheres, mesmo com 50 anos de idade, acham que o xixi sai pelo mesmo lugar que a menstruação. Isso é muito chocante, porque não fomos ensinadas a nos tocar", diz.
Sem tabu
De acordo com Júlia, um dos motivos para escolher esse nicho de clientes foram mulheres que a procuraram com dificuldades de manter a vida sexual ativa com o parceiro. Além disso, ela começou a vender um vibrador próprio para mulheres mais velhas, com apenas dois botões.
"As mulheres mais velhas falavam: 'Júlia, eu tenho ressecamento, eu sinto desejo, eu tenho vontade, eu sinto prazer, mas eu sinto dor'", lembra.
Vibrador especial para mulheres mais velhas com apenas dois botões
Daniela Martins/g1
Uma dessas clientes, que não quis ser identificada, tem 68 anos e contou ao g1 que foi casada durante 49 anos e sempre foi ativa sexualmente, mas ficou um período de cinco anos separada do marido e descobriu que não precisava de uma segunda pessoa para sentir prazer.
"Tentei sair com outras pessoas, mas não era a mesma coisa. Já tinha alguns vibradores que usávamos juntos, mas eu queria uma coisa diferente. Foi quando a Júlia apresentou um que sugava e vibrava, bem o que eu queria, juntamente com uns cremes que esquentam. Nossa, não quero nem mais nada", conta com entusiasmo.
Agora, essa cliente reatou o relacionamento com o marido, mas não abre mão do seu momento a sós com um vibrador. Segundo ela, conversar sobre o assunto é essencial para as mulheres desbloquearem esse tabu.
"Tenho amigas que não chegam ao orgasmo, apenas fingem que têm para o marido. Eu não tenho tabu nenhum quanto a isso. Falo para elas que elas têm que se conhecer, mas parece que veem isso como pecado", diz um pouco inconformada.
"O clitóris não envelhece. Se Deus criou seu corpo, Ele criou um órgão cuja única função é dar prazer, então é para ser usado. [...] As mulheres estão começando a ter voz no sexo e a falar: 'isso eu não quero, mas eu quero fazer isso aqui'", completa Júlia.
Empreendedora de Sorocaba empodera mulheres na menopausa com sex shop especializado
Arquivo pessoal
*Colaborou sob supervisão de Ana Paula Yabiku
Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

Source: Dia do Orgasmo: empreendedora ajuda mulheres na menopausa a redescobrirem o prazer: 'Clitóris não envelhece'
  • Visualizações 50 
  • LEIA SEMPRE AQUI!
  • 0 Respostas




Tópicos semelhantes (5)