Essequibo: Maduro propõe lei para criar província da Venezuela em área da Guiana e ordena que estatal dê licenças para explorar petróleo na área

Iniciado por noticias, 11, Dezembro, 2023, 02:28

Tópico anterior - Tópico seguinte

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Essequibo: Maduro propõe lei para criar província da Venezuela em área da Guiana e ordena que estatal dê licenças para explorar petróleo na área


     Entre as propostas que o líder da Venezuela entregou à Assembleia Legislativa está dar carteira de identidade aos habitantes de Essequibo, uma região que hoje pertence à Guiana. Venezuela x Guiana: o que acontece após referendo ser aprovado
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs à Assembleia Nacional do país nesta terça-feira (5) a criação de leis para criar uma província venezuelana em Essequibo, uma área que hoje é da Guiana, mas que é disputada pelos dois países. Além disso, ele também ordenou que a estatal petroleira venezuelana PDVSA conceda licenças para a exploração de petróleo e gás na região.
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
Maduro entregou ao presidente da Assembleia Nacional, Jorge Rodriguez, uma proposta de lei para criar o estado da "Guiana Esequiba" (nome que os venezuelanos dão ao território) e "executar as decisões tomadas pelo povo no referendo consultivo".
No domingo (3), a Venezuela fez um referendo no qual 95% dos eleitores presentes votaram para que o país incorpore Essequibo ao mapa venezuelano (leia mais abaixo).
Entre as medidas que Maduro propôs estão:
O início do debate na Assembleia Nacional e a aprovação da Lei Orgânica para a defesa da Guiana Esequiba.
A criação de um setor da empresa estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) para Essequibo e a concessão de licenças para a prospecção de gás, petróleo e mineração.
Um plano de assistência social à população da Guiana Esequiba, a realização de censo e entrega de carteira de identidade aos habitantes.
A criação de um Alto Comissariado para a Defesa da Guiana Esequiba, órgão integrado pelo Conselho de Defesa, pelo Conselho do Governo Federal, pelo Conselho de Segurança Nacional e pelos setores político, religioso e acadêmico.
A criação de uma Zona de Defesa Integral da Guiana Esequiba.
Enquanto se discute a lei, Rodriguez Cabello será a autoridade da Guiana Esequiba, e também de forma provisória durante a discussão legislativa, a sede administrativa dessa autoridade ficará na cidade de Tumeremo, no território da Venezuela.
A publicação e divulgação do novo Mapa da Venezuela em escolas, escolas secundárias e universidades do país.
Initial plugin text
A origem do problema
O território de Essequibo é disputado pela Venezuela e Guiana há mais de um século. Desde o fim do século 19, está sob controle da Guiana. A região representa 70% do atual território da Guiana e lá moram 125 mil pessoas.
Na Venezuela, a área é chamada de Guiana Essequiba. É um local de mata densa e, em 2015, foi descoberto petróleo na região. Estima-se que na Guiana existam reservas de 11 bilhões de barris, sendo que a parte mais significativa é "offshore", ou seja, no mar, perto de Essequibo. Por causa do petróleo, a Guiana é o país sul-americano que mais cresce nos últimos anos.
Venezuela tem poderio militar 50 vezes maior que o da Guiana e um dos exércitos mais bem equipados do continente; compare
Tanto a Guiana quanto a Venezuela afirmam ter direito sobre o território com base em documentos internacionais.
A Guiana afirma que é a proprietária do território porque existe um laudo de 1899, feito em Paris, no qual foram estabelecidas as fronteiras atuais. Na época, a Guiana era um território do Reino Unido.
Já a Venezuela afirma que o território é dela porque assim consta em um acordo firmado em 1966 com o próprio Reino Unido, antes da independência de Guiana, no qual o laudo arbitral foi anulado e se estabeleceram bases para uma solução negociada.
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, logo após referendo sobre a Guiana
Matias Delacroix / AP Photo
Venezuela aprova anexar Guiana
Reprodução
Referendo venezuelano
No domingo (3), a Venezuela organizou um referendo no qual 95% dos eleitores presentes votaram para que o país incorpore ao mapa venezuelano o território de Essequibo, uma região de fronteira entre os dois países que é disputada há mais de 100 anos.
Brasil vai enviar 28 blindados para defender a fronteira com a Venezuela; conheça os modelos
Venezuela x Guiana: qual o risco de uma guerra na fronteira com o Brasil
A consulta teve cinco perguntas:
Você rejeita a fronteira atual?
Você apoia o Acordo de Genebra de 1966?
Você concorda com a posição da Venezuela de não reconhecer a jurisdição da Corte Internacional de Justiça (veja mais sobre essa questão abaixo)?
Você discorda de a Guiana usar uma região marítima sobre a qual não há limites estabelecidos?
Você concorda com a criação do estado Guiana Essequiba e com a criação de um plano de atenção à população desse território que inclua a concessão de cidadania venezuelana, incorporando esse estado ao mapa do território venezuelano?
Guiana pediu ajuda para a Corte Internacional de Justiça
A Corte Internacional de Justiça decidiu na sexta-feira que a Venezuela não pode tentar anexar Essequibo e que isso vale para o referendo.
A Guiana havia pedido para que a corte tomasse uma medida de emergência para interromper a votação na Venezuela.
Em abril, a Corte Internacional de Justiça afirmou que tem legitimidade para tomar as decisões sobre a disputa. Esse órgão é a corte mais alta da Organização das Nações Unidas (ONU) para resolver disputadas entre Estados, mas não tem como fazer suas determinações serem cumpridas.
A decisão final sobre quem é o dono de Essequiba ainda pode demorar anos.
O governo venezuelano disse que a decisão é uma interferência em uma questão interna e fere a Constituição. A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodriguez, disse que "nada vai impedir que o referendo agendado para o dia 3 de dezembro aconteça". Ela também falou que, apesar de ter comparecido na corte, isso não significa que a Venezuela reconhece a jurisdição da Corte Internacional de Justiça sobre a disputa.

Source: Essequibo: Maduro propõe lei para criar província da Venezuela em área da Guiana e ordena que estatal dê licenças para explorar petróleo na área
  • Visualizações 5.475 
  • LEIA SEMPRE AQUI!
  • 0 Respostas




Tópicos semelhantes (5)