Hospital onde mulher teve mão amputada é alvo de mais duas denúncias: ‘Estouraram os pulmões do meu filho’, diz mãe

Iniciado por noticias, 19, Janeiro, 2023, 21:05

Tópico anterior - Tópico seguinte

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Hospital onde mulher teve mão amputada é alvo de mais duas denúncias: 'Estouraram os pulmões do meu filho', diz mãe

Um bebê teria sofrido complicações após um procedimento não autorizado pela mãe, e outro teria nascido no chão do banheiro, sem assistência. Surgem novas queixas contra o Hospital da Mulher Intermédica Jacarepaguá
Mais duas mulheres denunciam o Hospital da Mulher Intermédica Jacarepaguá de negligência. Esse é o mesmo local onde Gleici Kelly da Silva, de 24 anos, teve complicações que levaram à amputação de sua mão no pós-parto.
Beatriz Santos conta que teve seu primeiro filho há dois anos e quatro meses, em uma cesariana na Intermédica, mas que no dia seguinte notou que o pezinho de Enzo estava roxo.
"Minha avó mandou a foto do pezinho dele para o grupo da família, e minha prima, que é enfermeira, disse que era falta de oxigenação, e que era para chamar a enfermeira urgente. Chamei e ela só apareceu às 4h da tarde", lembra a mãe sobre a demora de mais de oito horas depois do primeiro chamado.
O bebê foi levado para UTI, o quadro melhorou, mas não houve um diagnóstico. Cinco dias depois, ele teve uma piora repentina.
"Disseram que era preciso aumentar a carga da sonda, mas isso poderia estourar os pulmões dele. Eu não autorizei o aumento da carga e quando cheguei para visitá-lo, eles tinham aumentando a carga, e os pulmões estouraram", lembra Beatriz.
A criança não resistiu e morreu, e a mãe conta que ouviu da chefe da UTI uma explicação de que o motivo poderia ser um problema genético herdado dela.
"Me falaram que era erro genético, que podia ter levado ele a óbito, mas fiz exames e não constaram nada", diz.
Ela lembra ainda que não havia nada anotado no prontuário de Enzo sobre a reclamação do pé roxo do bebê e nem menção ao problema.
Criança bateu a cabeça no chão
A professora Ohana dos Santos também denuncia descaso do Hospital Intermédica Jacarepaguá no nascimento da filha.
Ela estava com cesariana marcada para o dia 28 de dezembro, mas começou a sentir contrações pela manhã. Foi para o hospital e foi informada de que não havia vaga disponível.
Esperou por quase duas horas, passou mal e foi orientada a se lavar no banheiro, mas a criança nasceu, e caiu no chão, m um parto sem qualquer assistência.
A criança ficou cinco dias internada na UTI neonatal. Hoje está bem, mas o nascimento foi um trauma para a mãe de primeira viagem.
Na quarta-feira (18), o RJ2 mostrou o drama de outra mãe, Gabriela Marques, cujo filho não teria recebido o devido atendimento após o parto.
"Reparei que ele ficou meio pálido e cansado, e ela falou 'ele tá com saudade da mãe'. Falei 'ele não está com saudade da mãe, ele está cansado'. Ela não deu a mínima, saiu do quarto e nós continuamos naquela luta de chamar, chamar, chamar. Como se eu tivesse exagerando essa situação", contou.
Gabriela responsabiliza o hospital pela morte do filho.
"Eu vi meu filho em extrema vulnerabilidade e eu só queria ajuda, só queria cuidado", diz ela que prestou queixa na Delegacia do Tanque há um ano, mas diz que a investigação não caminha.
A Delegacia do Tanque disse que as investigações envolvendo o Hospital Intermédica Jacarepaguá estão em andamento, e que até o momento, já são cinco os registros denunciando possíveis erros médicos, e que estão em diferentes etapas de investigação.
Nesta quinta-feira (19), o hospital afirmou que afastou a liderança médica da unidade, e que um comitê de ética instaurou uma investigação. A direção foi chamada para depor na Delegacia do Tanque, que apura o caso, mas o hospital entrou com petição para adiar os depoimentos. O Ministério Público também investiga o caso.

Source: Hospital onde mulher teve mão amputada é alvo de mais duas denúncias: 'Estouraram os pulmões do meu filho', diz mãe
  • Visualizações 202 
  • LEIA SEMPRE AQUI!
  • 0 Respostas




Tópicos semelhantes (5)