Número de mortos em Gaza desde o início da guerra passa de 25 mil, diz governo do Hamas

Iniciado por noticias, 27, Janeiro, 2024, 04:49

Tópico anterior - Tópico seguinte

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Número de mortos em Gaza desde o início da guerra passa de 25 mil, diz governo do Hamas


     Também neste domingo (21), governo de Israel aprovou plano para que fundo para palestinos, atualmente congelado e em mãos de Benjamin Netanyahu, passe a ser administrado por terceiros países.  Criança palestina caminha em meio a escombros de prédios destruídos por bombardeios israelenses em Deir Al Balah, na Faixa de Gaza.
Adel Hana/Associated Press
O número de mortos na Faixa de Gaza desde o início da guerra entre Israel e Hamas ultrapassou a marca dos 25 mil neste domingo (21), de acordo com dados do Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo grupo terrorista.
Segundo a pasta, responsável pelo balanço de vítimas no território palestino, 25.105 pessoas morreram em decorrência de bombardeios de Israel. Nas últimas 24 horas, 178 palestinos morreram, de acordo com o balanço.
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
O levantamento não separa mortes de civis e de integrantes do Hamas e de outros grupos terroristas. Mas, segundo o Ministério da Saúde de Gaza, a grande maioria das vítimas eram civis.
Os ataques do Hamas, que em 7 de outubro invadiram o sul de Israel, sequestrando e matando moradores e participantes de uma festa rave e dando início à guerra, causaram 1.404 mortes.
O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, chamou o número de mortos na guerra de "doloroso" e condenou Israel por continuar com os bombardeios a civis em Gaza.
"As operações militares de Israel espalharam a destruição em massa e mataram civis numa escala sem precedentes durante o meu tempo como secretário-geral", disse.
Atualmente, os combates na Faixa de Gaza se concentram no campo de refugiados de Jabalia e ao redor da Cidade de Gaza.
Fundo de Israel para palestinos
Palestinos correm para receber itens de ajuda humanitária em Gaza
Também neste domingo, o conselho de ministros de Israel aprovou um plano para que terceiros países passem a administrar um fundo fiscal para palestinos, atualmente congelado.
O fundo é gerado através de impostos recolhidos dentro de Israel pelo Ministério das Finanças e revertidos mensalmente para a ANP.
Apesar de terceirizar a administração, Israel segue reivindicando o direito de decidir quando o dinheiro será transferido para a Autoridade Nacional Palestina (ANP), que governa a Cisjordânia, ainda de acordo com o plano.
A Organização para a Libertação da Palestina (OLP), que gerencia o fundo, declarou também neste domingo que quer o dinheiro na íntegra e não aceitará condições.
"Qualquer dedução dos nossos direitos financeiros ou qualquer condição imposta por Israel que impeça a ANP de pagar ao nosso povo na Faixa de Gaza é rejeitada por nós", disse Hussein Al-Sheikh, secretário-geral do comité executivo da OLP, na plataforma de redes sociais.
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que a decisão do gabinete teve o apoio da Noruega e dos Estados Unidos, que serão os países que garantirão que o fundo permaneça em vigor.

Source: Número de mortos em Gaza desde o início da guerra passa de 25 mil, diz governo do Hamas
  • Visualizações 4.639 
  • LEIA SEMPRE AQUI!
  • 0 Respostas




Tópicos semelhantes (5)