‘Só quero que eles consigam ir para um lugar seguro’, diz ucraniano que mora em MG ao falar da família

Iniciado por noticias, 07, Março, 2022, 06:29

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

'Só quero que eles consigam ir para um lugar seguro', diz ucraniano que mora em MG ao falar da família


   Os pais, a irmã e os sobrinhos de Sergii Kolesnikov conseguiram fugir para a Moldávia, mas situação ainda é tensa. O irmão e o cunhado ficaram na Ucrânia.  Sergii durante sua viagem à Ucrânia, em agosto de 2021.
Arquivo pessoal
Há poucos dias, um casal de idosos, a filha e os netos de nove e três anos conseguiram cruzar a fronteira da Ucrânia com a Moldávia. Cartazes com os dizeres "crianças" cobriram o carro, na tentativa de comover soldados russos a não atirar. O sonho da família agora é vir para o Brasil, mais especificamente para Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
"Eu não durmo há dias. Só quero que eles consigam ir para um lugar seguro. Se não for o Brasil, que seja um país mais tranquilo", disse Sergii Kolesnikov, ucraniano que vive em Minas Gerais há cinco anos e é casado com uma brasileira.
Número de refugiados ucranianos pode chegar a 1,5 milhão neste fim de semana, diz ONU
FOTOS: moradores de cidade perto de Kiev fogem em desespero diante do avanço russo
Fotógrafo registra pai se despedindo da filha em trem em Kiev
 Pessoas atravessam um caminho improvisado sob uma ponte que foi destruída por um ataque aéreo russo, enquanto fugiam da cidade de Irpin, na Ucrânia, neste sábado (5)
Vadim Ghirda/AP
O irmão e o cunhado de Sergii ficaram em Kiev. Homens jovens são proibidos de sair do país. O cunhado, por exemplo, está no exército ucraniano, defendendo o país da invasão russa.
"Eu nunca imaginei que isso fosse acontecer. Invadir o país inteiro. É inacreditável", falou Sergii.
Pela Lei Marcial, em vigor na Ucrânia desde fevereiro, homens ucranianos e naturalizados com idades entre 18 e 60 anos estão proibidos de deixar o país.
Sergii (à direita) se apresenta com o irmão Andrii durante espetáculo do Cirque du Soleil.
Arquivo pessoal
Ele e o irmão, Andrii, trabalharam por dez anos no Cirque du Soleil. Por nove anos eles viajaram o mundo com o espetáculo "Corteo", que esteve no Brasil em 2013, ano em que conheceram o país. Sergii decidiu morar no país naquele ano.
Agora, Sergii tenta arrecadar dinheiro para levar os pais, a irmã e os sobrinhos para um país mais seguro e, quem sabe, trazê-los para o Brasil. Foi aí que ele decidiu fazer uma vaquinha on-line.
"É muito caro trazer todos para cá. Queria pelo menos que eles fossem para outro país europeu. É muito perigoso. Surreal", falou ele.
Veja os vídeos mais assistidos do g1 Minas

Source: 'Só quero que eles consigam ir para um lugar seguro', diz ucraniano que mora em MG ao falar da família