Técnico aposentado ou não?

Iniciado por marcosbr, 27Agosto2017, 22:57

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

marcosbr

Muita gente anda desanimado com a manutenção de eletrônicos. Eu não vejo motivo para isto!
Pelo menos em relação aos mais velhos (como eu) Toda transição passa por um período de adaptação e mudança.
Quando saímos das válvulas para os transistores foi parecido. Comecei nesta época!
Quem vai consertar isto?
Com os SMDs (micro componentes)  nem se fala...



Mas a coisa é a seguinte.
A tecnologia muda, e com ela vem as "ferramentas". O jovem vai ter que estudar como sempre, e se adaptar a fusão informática/eletrônica.
Nós, os mais velhos... Tem muito aparelho para conserto até a aposentadoria!
Sim. Tudo tem seu tempo. A idade chega e a vista já não é a mesma, a cabeça fica meio aérea, etc...

A parte boa da coisa.



Os curiosos estão sendo punidos pela falta de aperfeiçoamento. Sem conhecimento e ferramentas, cada vez mais aumenta o numero de aparelhos com tela quebrada, placa danificada pelo "dedômetro", e muitas atualizações mau feitas!  Geralmente são abertas pelo próprio usuário, em busca daquela dica infalível da NET. Compro muitas assim, e a maioria tem vergonha de falar. Mas muitos confessam sua tentativa de conserto!

Para os que não se adaptarem e realmente quiserem mudar.
A industria esta em busca de profissionais capacitados, os eletrodomésticos estão quase computadorizados, automóveis parecem mais aeronaves com painéis eletrônicos, etc... Mas uma coisa é certa.
Se não se aperfeiçoar/estudar vai ficar ruim mesmo.
Ultimamente, os fabricantes estão dificultando até a forma de abrir um aparelho.
Olha que estou sendo otimista. Mas quem quiser trabalhar somente com dicas...
Pode preparar a aposentadoria!
Aqui agente vai ajudando na medida do possível, para os amigos sempre vai ter uma mãozinha!




Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

naldonet

Acho que o FABRICANTE não está nem aí com a pessoa que vaí fazer reparo no aparelho futuramente. Por exemplo lançam 1 aparelho no mercado sem esquema, só eles tem esse esquema ou liberam uma parte outra não. Deveriam de facilitar 1 pouco as coisas, muitas vezes até com o esquema já é difícil para a reparação. Não tem nenhum orgão que fiscalize isso, lamentável !  :beee:

marcosbr

 Tem sim. Em termos...
Garante a reposição de peças e manutenção por um tempo determinado, além da garantia de fabrica!
Eles tem a assistência técnica, e logicamente não se incomodam com autônomos!
O esquema não é "obrigatório" a distribuição, por se tratar de um projeto com direitos autorais. A marca e o corpo de engenheiros detêm, e modificam a seu bel-prazer. Geralmente liberam depois que o aparelho já esta ultrapassado! (para eles e as autorizadas)
Dependendo do defeito o esquema é supérfluo.
O que eles nunca vão passar, é um curso presencial e manual de falhas! (somente autorizadas)
As autorizadas já tem um guia de possíveis estágios problemáticos. Além de assistência em tempo real do famoso (DECAT)
O problema é que não se pode "ou poderá" mais consertar TVs com multímetro e ferro de solda. E muita gente insiste nisto...
Ou estuda e investe em ferramentas... Ou não vai mais trabalhar neste ramo!
O que estou dizendo não é uma visão apocalíptica... (tempo indeterminado)
É sobre um futuro que não esta longe.
E infelizmente é real!

Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

Similar topics (2)

1030

Respostas: 0
Visualizações: 2703

1038

Respostas: 7
Visualizações: 1708