Últimas notícias de coronavírus de 15 de abril

Iniciado por noticias, 16Abril2020, 09:05

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

Últimas notícias de coronavírus de 15 de abril


   Espanha e Itália registram diminuição no número de mortos nas últimas 24 horas. Dinamarca começou a reabrir suas escolas nesta quarta-feira Veneza, Itália
Reuters
Espanha e Itália registraram, nesta quarta-feira, uma redução no número de mortes nas últimas 24 horas por conta do novo coronavírus. Os países são os mais afetados pela doença na Europa.
A Espanha teve 523 óbitos, chegando a 18.579 no total. Na última terça-feira, o número de mortos foi de 567. O número de contágios na Espanha, no entanto, aumentou após seis dias de queda. O total de casos notificados passa de 177,6 mil.
Já a Itália registrou  578 mortes, ante alta de 602 no dia anterior. O número de novos casos aumentou em 2.667, em comparação com um aumento anterior, de 2.972, continuando a recente tendência de queda no crescimento. O país tem 21.645 óbitos.
PANDEMIA: veja quais países já registraram casos da doença
GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção
SÉRIE DE VÍDEOS: coronavírus, perguntas e respostas
A Dinamarca começou a reabrir suas escolas nesta quarta-feira (15), após um mês de fechamento em consequência da pandemia do novo coronavírus. O país, que decretou o fechamento dos estabelecimentos em 12 de março para conter a propagação do novo coronavírus,  foi o primeiro europeu a reabrir as creches e escolas do ensino básico. 
Dinamarca diminui medidas restritivas contra o coronavírus e reabres escolas e comércio
Os países que amenizarem as restrições impostas para combater a disseminação do coronavírus deveriam esperar ao menos duas semanas para avaliar o impacto de tais mudanças antes de afrouxá-las novamente, recomendou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira (15).
"Idealmente, haveria um mínimo de 2 semanas (correspondente ao período de incubação da Covid-19) entre cada fase da transição, para haver tempo suficiente para se entender o risco de novos surtos e reagir adequadamente", afirmou a organização.
De acordo com a universidade americana John Hopkins, referência na pesquisa sobre o coronavírus, o número de pessoas infectadas pela doença no mundo passou dos dois milhões nesta quarta-feira (15). Até o início da tarde, a marca exata era de 2.056.055 casos. Os mortos já passam de 134 mil.
Destaques desta quarta:
Mundo registra mais de 2 milhões de mortes pelo coronavírus
Espanha e Itália têm redução de mortos nas últimas 24 horas
Escolas começam a reabrir na Dinamarca
Número de casos no mundo passa dos dois milhões
China fica preocupada com corte de ajuda financeira dos EUA à OMS
 Guayaquil, no Equador, sofre colapso em hospitais e cemitérios
 Holanda e Suécia têm grande alta nos números da Covid-19
 África registra mais um aumento de casos de coronavírus
Reino Unido passa dos 13 mil mortes pelo coronavírus
Nos Estados Unidos
O diretor dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) disse nesta quarta-feira (15) que acredita que 19 ou 20 Estados sofreram um impacto apenas limitado do novo coronavírus e seus governadores creem que podem estar prontos para retomar as atividades em 1º de maio, data estabelecida pelo presidente Donald Trump.
A situação mais caótica é no estado de Nova York que registra quase 200 mil casos e quase dez mil mortes.
O governador de Nova York, Andrew Cuomo, emitirá uma ordem do executivo que exige que todas as pessoas utilizem máscaras em locais onde o distanciamento não é possível, incluindo transporte público. Ele ainda afirmou que não quer penalizar a população por não usar máscaras em meio à pandemia.
Número de mortes dispara em Nova York depois de medida inédita das autoridades
O nome do presidente Donald Trump aparecerá impresso nas dezenas de milhões de cheques de estímulo à economia que serão enviados aos norte-americanos por causa da pandemia de novo coronavírus.
A informação foi confirmada nesta quarta-feira (15) pelo Departamento de Tesouro. Segundo a agência Associated Press, o nome "Presidente Donald J. Trump" vai aparecer no lado esquerdo dos papéis.
Nesta quinta-feira, Trump irá apresentar diretrizes para a reabertura da economia.
Na França
O governo da França anunciou que pagará bônus financeiros aos profissionais da saúde. Os funcionários de hospitais receberão 500 euros, enquanto os que trabalham diretamente com pacientes com coronavírus receberão até 1500 euros. O presidente Emanuel Macron também pretende pagar um valor para os enfermeiros que cuidam de idosos e pessoas que estão em casa.
O Tour da França, prova mais tradicional do ciclismo mundial, foi adiado por conta da pandemia do coronavírus. Ela será disputada entre 29 de agosto e 20 de setembro. Será a primeira vez desde o fim da Segunda Guerra Mundial que a corrida não acontecerá em sua tradicional data, entre junho e julho.
O sino principal de Notre-Dame de Paris tocou nesta quarta-feira (15) às 20 horas (15 horas em Brasília) para lembrar o primeiro aniversário do incêndio que destruiu parcialmente a catedral, cuja reconstrução está paralisada.
O sino principal, conhecido como "Emmanuel", um presente de Luís XIV (1638-1715) para a igreja, tocou na mesma hora em que os franceses se reúnem nas janelas para aplaudir os profissionais de saúde, na linha de frente no combate à epidemia do novo coronavírus.
Um ano após incêndio, sino da Catedral de Notre-Dame toca na França
Na Alemanha
A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, anunciou que lojas de até 800 metros quadrados poderão reabrir a partir do dia 20 de abril. Os grandes eventos no país, porém, estão proibidos até o dia 31 de agosto, inicialmente.
As escolas também irão abrir gradualmente a partir do dia 4 de maio no país.A utilização de máscaras em transporte público será exigido à população. A Alemanha tem mais de 133 mil pessoas infectadas com o novo coronavírus e mais de 3,5 mil mortes.
Partidas de futebol, inclusive da Bundesliga, poderão ser realizadas, mas com portões fechados e sem público. Liga Alemã de Futebol terá reunião para discutir futuro do campeonato. O Campeonato Alemão, interrompido em meados de março, está suspenso até o dia 30 de abril. A maioria das equipes da elite retomou os treinos na semana passada.
Alemanha estende isolamento social até o dia 3 de maio
Suspensão de contribuição financeira à OMS
A China está "profundamente preocupada" com o anúncio do presidente Donald Trump de suspender a contribuição financeira americana à Organização Mundial da Saúde (OMS) por sua gestão da pandemia de coronavírus.
O porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Zhao Lijian, afirmou que a decisão vai reduzir a capacidade da organização e minar a cooperação internacional contra a pandemia. Países europeus também lamentaram a decisão de Trump.
Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS também lamentou a decisão dos Estados Unidos em cortar o financiamento à entidade. Tedros disse que ainda não tem uma avaliação do impacto da decisão dos EUA no orçamento da OMS.
"A Covid-19 não discrimina entre nações ricas e pobres, nações grandes e pequenas. Não discrimina entre nacionalidades, etnias ou ideologias. Nem nós. Este é um momento para todos nós estarmos unidos em nossa luta comum contra uma ameaça em comum. Quando estamos divididos, o coronavírus explora as divisões entre nós", disse o diretor.
Trump suspende verba para a OMS
Pelo Mundo
O Reino Unido registrou mais 761 mortes nas últimas 24 horas e agora já soma mais de 13 mil óbitos por conta do coronavírus. Já são quase 95 mil infectados confirmados. Apenas na Inglaterra foram 651 mortes.
A cidade de Guayaquil, no Equador, vive a pior situação da América do Sul por conta do coronavírus. A prefeita Cynthia Viteri declarou que hospitais e cemitérios e hospitais entraram em colapso, não tendo mais espaço "nem para vivos e nem para mortos".
O país registra mais de 7,5 mil casos e 369 mortes, sendo que mais de 70% desses números ocorreram em Guayaquil, mas há centenas de óbitos e infectados não "oficializados". Entenda como o Equador chegou a esse ponto.
Pessoas mascaradas constroem túmulos em cemitério de Guayaquil, no Equador, em foto de 8 de abril
Vicente Gaibor del Pino/Reuters
A Organização Mundial de Saúde atualizou os números da Covid-19 nas Filipinas. São 230 novas infecções, totalizando 5.453 até a manhã desta quarta-feira(15). É o país com mais casos na região Sul da Ásia. Também foram registradas mais 14 mortes – são 349 ao todo.
O prefeito de Osaka, a terceira maior cidade do Japão, fez na terça-feira (14) um pedido aos cidadãos para que doem capas de chuva, diante da escassez de material de proteção para a equipe de saúde que luta contra a Covid-19 nos hospitais. A falta de equipamentos de proteção em Osaka é tão grande que alguns membros da equipe hospitalar chegaram a utilizar sacos de lixo sobre suas vestes.
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, ministros de seu governo e executivos de serviços públicos resolveram cortar os próprios salários em 20% nos próximos seis meses, por conta da situação econômica pela pandemia do coronavírus. Como o país realiza um dos mais rígidos bloqueios do mundo, a atividade financeira está paralisada.
A prefeitura de Moscou anunciou, nesta quarta-feira (15), que vai revisar o sistema que ajuda a controlar os deslocamentos durante o confinamento imposto para conter o avanço da pandemia de Covid-19. A capital russa é o epicentro dos casos de infecção pelo coronavírus no país, que tem mais de 24,4 mil doentes e 198 mortos. No primeiro dia de funcionamento do dispositivo, os usuários publicaram várias fotos e vídeos nas redes sociais, mostrando filas gigantescas nas imediações das estações de metrô.
Homem mostra o passe eletrônico com um código QR exibido na tela do seu smartphone enquanto ele se desloca pelo metrô de Moscou, na Rússia
Moscow News Agency/ AP
A Holanda segue sofrendo com a alta de casos da Covid-19. Nas últimas 24 horas foram mais 734 infectados, chegando a 28.153, e 189 novas mortes, totalizando 3.134.
Com as 170 mortes confirmadas nas últimas 24 horas, a Suécia chegou a 1.203 óbitos por conta do coronavírus - são 11.445 casos. Os números são muito maiores do que os outros países nórdicos, como Finlândia e Dinamarca, por exemplo.
A África registrou mais um dia de crescimento do coronavírus. Agora o continente soma 15.900 casos e 520 mortes. A África do Sul segue como o país com mais infectados, com 2.415, enquanto a Argélia tem o maior número de óbitos, com 326.
O Irã divulgou os números atualizados da Covid-19. Com 1.512 novas infecções nas últimas 24 horas, o total agora é de 76.389. Também foram 94 mortes, chegando a 4.777 ao todo. É oitavo país com maior número de infectados no mundo.
O Vietnã decidiu estender o confinamento (lockdown) por mais sete dias em 12 províncias do país, que  conta com 267 casos confirmados até a manhã desta quarta-feira (15).
A União Europeia (UE) organizará, em 4 de maio, uma conferência de doadores para arrecadar fundos para impulsionar o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus - anunciou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, nesta quarta-feira (15). Será uma tentativa de acelerar o financiamento imediato para conseguir soluções contra a doença.
Os ministros das finanças e presidentes dos bancos centrais dos países do G20 realizaram nesta quarta-feira (15) uma reunião virtual, para tratar sobre os desafios causados pela pandemia do coronavírus no mundo. O grupo decidiu, por unanimidade, suspender as dívidas dos países mais pobres, a fim de ajudá-los durante a situação da Covid-19, já que as economias estão praticamente paralisadas.
Um pastor evangélico morreu no Chile de coronavírus após ter conduzido, no final de março, um culto reunindo centenas de pessoas em uma cidade perto de Santiago, em meio a fortes críticas aos pastores protestantes que pedem a manutenção das cerimônias religiosas.
A Bélgica estendeu as medidas de bloqueio devido à pandemia de coronavírus no país até o dia 3 de maio. O governo do país também anunciou  veto a eventos de massa até 31 de agosto, o que afeta diretamente o esporte, principalmente o futebol e o ciclismo, populares no país. A conclusão do campeonato de futebol e o início da próxima edição teriam que ser com portões fechados.
Milhares de pessoas que trabalham em serviços essenciais ou precisam sair para fazer compras em Buenos Aires, na Argentina, começaram nesta quarta-feira (15) a respeitar o uso obrigatório de máscara de proteção. Outras províncias da Argentina também determinaram o uso da vestimenta na semana passada em meio à pandemia de novo coronavírus.
No Brasil
O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (15) o mais recente balanço dos casos de coronavírus no Brasil. Os principais dados são:
1.736 mortes, eram 1.532 na terça, aumento de 13%
28.320 casos confirmados, eram 25.262, aumento de 12%
São Paulo tem 778 mortes e 11.043 casos confirmados
Em 7 dias, total de mortes subiu 84%
Initial plugin text

Source: Últimas notícias de coronavírus de 15 de abril

Similar topics (5)