Autor [EN] [PL] [ES] [PT] [IT] [DE] [FR] [NL] [TR] [SR] [AR] [RU] Tópico: Diversidade religiosa no Brasil!  (Lida 371 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline marcosbr

  • Vivendo e Aprendendo!
  • Administrador
  • *
  • Mensagens: 1104
  • Country: br
  • Karma: +4/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
Diversidade religiosa no Brasil!
« em: 13,Dezembro, 2017, 23:29:26 pm »
Existe um "falso" texto circulando na internet, Zap, etc...
Realmente existe o professor Leandro. Só que ele desmente ser autor!
A maioria dos religiosos afrodescendentes não gostou. Se eu "fosse" desta religião também não gostaria!
Sim... Quem frequenta Umbanda/Candomblé, etc... É um religioso!
Para eles a "oferenda" é parte de sua religião, e não uma mera pratica ou recordação deste passado descrito no texto.
Se assim fosse ficaria meio sem sentido, as "ofertas" nas encruzilhadas hoje em dia. Ainda existe "escravos fugitivos" hoje???

Parece até que o autor do texto teve boa intenção... Mas pode ter sido também uma forma de "menosprezar" a crença alheia.

Sou cristão! (não "religioso") Mas cada um escolhe sua religiosidade/crença.
A "falta" de informação, ou ela de forma errada... Também pode ser uma arma do demônio!

Fica aí o exemplo de como um boato viraliza e causa polemicas...






Texto do boato

“De acordo com o professor Leandro (historiador da UnB) as oferendas deixadas nas encruzilhadas eram uma forma dos negros alimentarem seus irmãos escravos que estavam fugindo dos feitores. Os pretos escolhiam lugares estratégicos por onde escravos fugitivos passariam e colocavam comida pesada; carne, frango e farofa porque sabiam da fome e dos vários dias sem comer desses indivíduos e deixavam também uma boa cachaça pra aliviar as dores do corpo e dar-lhes algum prazer na luta cotidiana.
As velas eram postas em volta dos alimentos pra que animais não se aproximassem e consumissem o que estava reservado para o irmão em fuga e aí surge o que todos conhecem como macumba. O rito permanece sendo realizado pelas religiões afro como forma de agradecimento e pedidos aos seus ancestrais e em homenagem a seus santos. A cultura branca e eurocêntrica foi quem desvirtuou a prática, para causar medo, terror e abominação e reforçar os preconceitos e discriminações contra os negros.
Não tenho religião e não pratico nenhum culto mas gosto de saber que já houve tanta solidariedade no mundo e que as pessoas se preocupavam muito umas com as outras a ponto de fazerem um esforço pra alimentarem alguém mesmo sem conhecerem o seu rosto. Hoje vejo tanta gente em igrejas e igrejas em tantos lugares servindo apenas como instrumento de manipulação e exploração da fé alheia para manutenção do poder. Enfim nós não evoluímos.”
Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)