Autor Tópico: Laser imita fenômeno quântico e dobra velocidade de dados  (Lida 638 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online marcosbr

  • Vivendo e Aprendendo!
  • Administrador
  • *
  • Mensagens: 917
  • Country: br
  • Karma: +4/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
Laser imita fenômeno quântico e dobra velocidade de dados
« em: Novembro 24, 2015, 19:43:56 pm »
  Entrelaçamento de lasers

 

Em um momento clássico de "Eureca", uma equipe de físicos descobriu que feixes de laser comuns conseguem imitar com precisão um fenômeno quântico, o que traz o potencial para dobrar a velocidade das comunicações a laser.

O fenômeno é o chamado entrelaçamento quântico - ou emaranhamento -, até agora só obtido experimentalmente em condições muito especiais de laboratório. Quando dois objetos são entrelaçados, se um é tocado - por uma medição, por exemplo -, o outro sente imediatamente, mesmo que ambos estejam separados por uma grande distância.

"O que está no coração do entrelaçamento quântico é a 'não-separabilidade' - duas coisas entrelaçadas são descritas por uma equação não fatorável," disse Giovanni Milione, da Universidade Cidade de Nova Iorque. "Curiosamente, a forma e a polarização de um feixe de laser convencional, uma caneta laser, podem também ser não separáveis."

Feixe vetorial

Milione usou apenas duas canetas laser e outros componentes comprados no comércio para controlar a polarização dos dois feixes de laser disparados de forma a se cruzarem. O resultado é o que a equipe chamou de "feixe vetorial", cuja forma pode ser controlada alterando a polarização do feixe de controle.

Surpreendentemente, isto permitiu codificar até dois bits de informação no feixe principal - o feixe de dados -, o que é o dobro da informação que pode ser codificada com lasers não entrelaçados.

"Em princípio, isso poderia ser usado para dobrar a velocidade de dados das comunicações a laser," disse o professor Robert Alfano. "Embora não haja nenhuma 'ação fantasmagórica à distância', é incrível que aspectos do emaranhamento quântico possam ser imitados por algo tão simples."

Ação fantasmagórica local

A expressão "ação fantasmagórica à distância" foi usada por Albert Einstein para criticar o fenômeno, em sua época descrito apenas teoricamente - Einstein não gostava nem um pouco da mecânica quântica, cujas leis probabilísticas ele criticava dizendo que "Deus não joga dados com o Universo".

No entanto, um experimento histórico descrito esta semana finalmente mostrou - quase 100 anos depois - que Einstein estava errado

Redação do Site Inovação Tecnológica -  29/10/2015
Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta. (Chico Xavier)

 

Transístor quântico mais próximo da aplicação prática

Iniciado por marcosbrQuadro LEIA SEMPRE AQUI!

Respostas: 0
Visualizações: 613
Última mensagem Novembro 26, 2015, 22:27:22 pm
por marcosbr
transmitindo dados sem emitir calor!

Iniciado por marcosbrQuadro LEIA SEMPRE AQUI!

Respostas: 0
Visualizações: 703
Última mensagem Novembro 19, 2015, 22:13:32 pm
por marcosbr