Melania Trump presta homenagem aos mortos pela pandemia de Covid na 2ª noite da convenção republicana

Iniciado por noticias, 27Agosto2020, 03:02

« anterior - seguinte »

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

noticias

Melania Trump presta homenagem aos mortos pela pandemia de Covid na 2ª noite da convenção republicana


   Pouco presente durante os dois primeiros dias, o discurso da primeira-dama começou com uma mensagem de conforto às famílias das vítimas do coronavírus; secretário de Estado Mike Pompeo falou de Israel, onde está em uma missão oficial. Segunda noite da convenção do Partido Republicano é marcada por polêmicas
A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, prestou homenagem às famílias afetadas pela pandemia do novo coronavírus no país durante seu discurso na segunda noite da Convenção Nacional do Partido Republicano nesta terça-feira (25).
 Foi a primeira vez que as vítimas da pandemia de Covid-19, que já matou mais de 178 mil americanos, foram lembradas durante a conferência republicana.
"Quero reconhecer o fato de que, desde março, nossas vidas mudaram drasticamente. O inimigo invisível, Covid-19, varreu nosso lindo país. E causou impacto a todos nós" – Melania Trump, primeira-dama dos EUA
"Minhas mais profundas condolências para todos os que perderam um ente querido e minhas orações para os que estão doentes ou sofrendo", disse Melania. "Sei que muitas pessoas estão ansiosas e algumas se sentem desamparadas. Quero que saibam que não estão sozinhas."
Duas questões que ameaçam a reeleição de Trump e como ele pode superá-las
Trump x Biden: um guia simples para entender as eleições nos EUA
Melania teve uma nova chance de impressionar durante a campanha do marido pela presidência do país, isso porque na eleição de 2016, a ex-modelo eslovena foi acusada de plagiar em sua mensagem trechos inteiros do discurso de Michelle Obama de oito anos antes.
Ela defendeu a reeleição de Donald Trump em uma noite em que falou também o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo. Ele falou em uma gravação feita diretamente de uma missão oficial da diplomacia norte-americana no Oriente Médio.
Secretário de Estado dos EUA fala durante a Convenção Nacional do Partido Republicano nesta terça-feira (25) em uma gravação feita em Jerusalém
Convenção Nacional do Partido Republicano/Reuters
O discurso gravado em Jerusalém foi criticado por democratas com base em uma norma que impede servidores federais de se envolverem em certas atividades políticas. Em sua fala, Pompeo disse que sua família está "mais segura, com liberdades asseguradas" por conta da visão "América em Primeiro Lugar", de Trump.
"Cumprindo esse dever de nos manter seguros e nossas liberdades intactas, este presidente liderou iniciativas ousadas em quase todos os cantos do mundo" – Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA
Ele disse também que o governo Trump "baixou a temperatura e, contra todas as probabilidades, colocou a liderança norte-coreana para ser sentar na mesma mesa". Além disso, destacou a mudança da embaixada dos EUA em Israel.
Negócio de família
Tiffany Trump, filha de Donald Trump, na segunda noite da Convenção Nacional do Partido Republicano nesta terça-feira (25)
Jonathan Ernst/Reuters
Além da primeira-dama, discursaram dois dos cinco filhos de Trump. A primeira a falar foi Tiffany que exaltou os "ideais americanos" ao pedir votos para seu pai e defendeu as medidas econômicas de seu governo.
"Como recém-formada, posso me identificar com muitos de vocês que podem estar procurando emprego. Meu pai construiu uma economia próspera uma vez e, acredite, ele fará de novo." – Tiffany Trump, filha de Donald Trump
Assim como seu meio-irmão, Donald Trump Jr., que falou na segunda (24), Tiffany não compartilhou histórias pessoais sobre seu pai. Ao invés disso, ela discursou sobre seus esforços para "desafiar o sistema" e sobre seu "coração intransigente".
Em seu discurso, Eric Trump destacou os investimentos da gestão de seu pai nas Forças Armadas. Ele aproveitou também para criticar candidato da oposição Joe Biden, que segundo ele, deve reduzir os investimentos na polícia e tomar medidas contra o porte de armas.
Eric Trump pré-gravou seu discurso para a Convenção Nacional do Partido Republicano nesta terça-feira (25)
Jonathan Ernst/Reuters
Ele subiu o tom ao falar sobre Biden, quem ele disse ser "um político de carreira que nunca assinou um contra-cheque e que não sabe o mínima sobre o trabalhador americano ou a empresa americana". Ele disse também que o adversário de seu pai se curva para a China e é "um alívio para os terroristas".
Diferente dos irmãos, Eric foi mais pessoal e disse sentir falta de trabalhar ao lado do pai todos os dias. Entretanto, o republicano disse estar "muito orgulhoso" de ficar na linha de frente da campanha a reeleição.
"Estou orgulhoso do que você está fazendo por este país. Tenho orgulho de mostrar aos meus filhos pelo que seu avô está lutando. Eu estou orgulhoso. Nunca pare" – Eric Trump, filho de Donald Trump
Ele ainda deu um recado diretamente para seu pai e lembrou de Robert Trump, irmão do presidente que morreu há poucas semanas: "Pai, vamos deixar o tio Robert orgulhoso esta semana."
Abertura religiosa
A segunda noite da convenção republicana foi inaugurada com uma oração liderada pela pastora Norma Urrabazo, da Igreja Internacional de Las Vegas. Ela pediu que se rezasse pela recuperação de Jacob Blake, homem negro baleado diversas vezes por policiais no domingo (23) e que gerou uma nova onda de protestos anti-racistas.
Pastora Norma Urrabazo, da Igreja Internacional de Las Vegas, faz oração na abertura da segunda noite da Convenção Nacional do Partido Republicano nesta terça-feira (25)
Convenção Nacional do Partido Republicano/Reprodução
"Oremos pela cura e conforto para Jacob Blake e sua família" – pastora Norma Urrabazo
Na Casa Branca, Trump assinou um indulto presidencial a Jon Ponder, condenado por assaltar um banco em Nevada. A decisão foi registrada em um vídeo gravado para a convenção nacional. Após sua prisão, Ponder fundou um programa de reintegração para ex-presidiários.
"Acreditamos que cada pessoa é feita por Deus com um propósito", disse Trump. "Vou continuar a dar a todos os americanos, incluindo ex-presidiários, a melhor chance de construir uma vida nova e concretizar seu próprio sonho americano."
Jon Ponder, condenado por assaltar um banco em Nevada, aparece em vídeo durante a convenção republicana nesta terça (25)
Convenção Nacional do Partido Republicano/Reuters
Também durante a convenção republicana, foi exibida uma gravação da Casa Branca em que cinco imigrantes repetiram o juramento oficial dos EUA durante uma cerimônia de naturalização. Ao final, Trump falou com cada um sobre suas vidas no país.
Trabalhadores dos EUA
Convidados não políticos também discursaram nesta segunda noite. Jason Joyce, pescador de lagostas do Maine, disse que o presidente dos EUA cumpriu com suas promessas de campanha e que, enquanto estiver no poder, famílias de pescadores terão voz.
Uma fazendeira de leite do Wisconsin e dono de uma pequena metalurgia defenderam o novo acordo comercial de Trump na América do Norte, que protegeu seus negócios e os tornou "mais competitivos".
Pouco antes do início da convenção, uma das convidadas a discursar foi retirada do programa oficial de apresentações. Mary Ann Mendoza é conhecida por ser a mãe de um jovem morto em um acidente de carro por um imigrante ilegal.
Ativista, ela participava da organização "We Build the Wall", de Steve Bannon e nesta terça ela compartilhou uma postagem antissemita no Twitter que foi apagada pela rede social.
Primeira noite da convenção
Donald Trump Jr. discursa na primeira noite da Convenção Nacional do Partido Republicano, na segunda-feira (24)
AP Photo/Susan Walsh
Apesar de prometer um tom otimista, ameaças de um EUA sombrio, dominado pelo "radicalismo socialista" no caso de uma vitória de Joe Biden e do Partido Democrata, deram a tônica da maioria das falas da primeira noite da convenção republicana.
Donald Trump Jr., filho mais velho do presidente, foi o primeiro membro da família Trump a falar a favor da reeleição de seu pai, destacando resultados econômicos positivos de sua primeira gestão e atacando seu oponente, o democrata Joe Biden.
DE MAGNATA A PRESIDENTE: Veja trajetória política de Donald Trump
A convenção republicana, na verdade, teve seu início oficial horas antes, ainda de manhã, quando os delegados confirmaram seus votos e nomearam oficialmente Donald Trump e Mike Pence como os candidatos a presidente e vice do partido.
Já entre os não políticos, se destacaram o casal de advogados Mark e Patricia McCloskey, que ficaram conhecidos após apontarem armas para manifestantes pacíficos do movimento Black Lives Matter quando estes passaram em frente a casa deles, em St. Louis, em 28 de junho.
Patricia e Mark McCloskey falam em vídeo gravado para a Convenção Nacional do Partido Republicano, apresentado na segunda-feira (24)
Convenção Nacional do Partido Republicano/Divulgação/AP
Destaques do terceiro dia
A convenção republicana continua até a quinta-feira (27), data em que Donald Trump irá aceitar oficialmente a nomeação do partido como candidato à presidência dos Estados Unidos nas eleições de 3 de novembro.
Na programação de quarta-feira (26), os destaques deverão ser os discursos do atual vice-presidente Mike Pence e Kellyanne Conway, assessora de Trump e gerente da campanha do republicano em 2016 que deixará seu posto na Casa Branca no final do mês para se dedicar mais à família.
Mais notícias sobre as eleições nos EUA
.
Initial plugin text
Eleições nos EUA 2020×

Source: Melania Trump presta homenagem aos mortos pela pandemia de Covid na 2ª noite da convenção republicana